Telhado verde na cobertura da prefeitura de São Paulo: exemplo a ser seguido

 

Cobertura da prefeitura de São Paulo - modelo de uma cidade mais verde e sustentável.

O prédio da prefeitura do município de São Paulo se destaca entre os edifícios mais altos no centro velho da metrópole. O motivo é a “floresta suspensa ” que vive em sua cobertura, com árvores de grande porte como várias palmeiras-jerivá (Syagrus romanzoffiana) e até pau-brasil (Caesalpinia echinata) sobressaindo entre outras copas no 14° andar.

Emblemática, essa área verde na cobertura do prefeito da maior cidade brasileira deveria se tornar um modelo replicável em outros prédios. Vegetação densa em cima de construções traz serviços ambientais – diminuição da temperatura urbana, umidificação do ar, abrigo da avifauna, retenção de barulhos, poeira e água das chuvas – fundamentais para a qualidade de vida e saúde de toda a população.

Outro aspecto importante é a possibilidade dos telhados verdes recriarem elementos da biodiversidade original,  destruída para a necessária construção da cidade, com plantas nativas de diferentes tamanhos e funções ecológicas, sendo mais que um simples jardim, um agente de reequilíbrio ambiental urbano. Exemplo de prédio verde.

Ricardo Cardim

Sobre Ricardo Cardim

Paisagista e Botânico www.cardimpaisagismo.com.br www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em sustentabilidade urbana, telhado verde, telhados verdes, verticalização de São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Telhado verde na cobertura da prefeitura de São Paulo: exemplo a ser seguido

  1. Leda Lucas disse:

    Adoro este teto, de longa data…

  2. maravilhoso, um bom exemplo a ser seguido, por os destruidores das florestas amazonica

  3. gabriela disse:

    que legal,estou fazendo um trabalho disso.

  4. edu disse:

    isso vai me ajudar no meu trabalho

  5. Diego Rever disse:

    Isso que é justiça ambiental, o espaço que cada predio ocupa corresponde á natureza que foi destruida, e aqui esta se fazendo justiça, mas justiça no 0,0001% da área urbana faz parte então de uma utopia que deve ser realidade, uma lei que obrigue a criar e manter esses tetos verdes de forma sustentável, com hortas, arvores frutiferas e emprego para pessoas carentes da comunidade! …se além disso fossem ‘Tetos Verdes Unidos por Bondes ‘humanétrico-solares” como denominei a minha invenção teriamos um sistema de transporte nas alturas que aliviaria o tránsito e seria o primórdio de um novo tipo de cidade! Obrigado pelo artigo e parabens pelo blog, apoie o conceito(futuramente projeto) em facebook.com/ greenroofsunited Desde já estarei compartilhando artigos seus na pagina facebook referida. Abraço

  6. MARCO AURELIO ALVES DE OLIVEIRA disse:

    Alguém sabe responder, como foi feito no edifício da Prefeitura para ter arvores sem vasos e jardineiras, plantadas no nível do piso, para onde foram as raízes ? A única explicação que vejo seria existir uma espaço de mais de um metro entre o teto do último andar e o piso do terraço, todo preenchido com terra e após edificado o piso somente do caminho entre os jardins. Se alguém souber responda?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s