Quais são as 10 plantas mais comuns no paisagismo? Porque precisam ser trocadas?

De onde vem as espécies de plantas “ornamentais” disponíveis nas lojas e viveiros no Brasil? Quando você vai escolher uma palmeira ou arbusto, quem escolheu antes para você entre as centenas de milhares de espécies de plantas existentes no planeta? Porque o cardápio é só aquele?

São perguntas ainda pouco feitas no Brasil a se observar nos projetos de paisagismo residenciais, públicos e privados e seu elenco de plantas. A esmagadora maioria usa as mesmas espécies disponíveis, mudando apenas sua composição e quantidade nas áreas verdes. Os resultados são jardins sempre parecidos, monótonos e com baixa capacidade de serviços ambientais e biodiversidade.

Essas “plantas ornamentais” comuns no mercado são quase todas de origem estrangeira, e seguem as modas lançadas em países de clima frio e realidade natural e urbana bem diferente das nossa, como Holanda, Inglaterra, EUA e Japão. O Brasil, país de maior diversidade de plantas do mundo, com mais de 50.000 espécies de plantas nativas diferentes, quase não usa sua biodiversidade e sim esse “pacote” exótico importado, que faz cerca de 90% da vegetação usada no paisagismo brasileiro ser estrangeira.

As consequências desse nosso hábito traz enormes prejuízos para os biomas nativos, por causa da proliferação de plantas exóticas invasoras, extinção de fauna e flora locais e o desconhecimento da nossa população, dona da maior biodiversidade mundial.

É urgente um movimento de renovação no paisagismo brasileiro e no seu mercado para resgatar e utilizar todo o enorme potencial de plantas ornamentais nativas regionais, formando não somente projetos belos, mas principalmente funcionais para a comunidade, cultura e meio ambiente. Abaixo a lista das 10 plantas ornamentais mais comuns:

Resultado de imagem para palmeira azul

1. palmeira azul (Bismarckia nobilis) Origem: África

Resultado de imagem para palmeira rabo de raposa

2. palmeira rabo de raposa (Wodyetia bifurcata) Origem: Austrália

Resultado de imagem para areca bambu

3. areca-bambu (Dypsis lutescens) Origem: África

 

 

Resultado de imagem para palmeira fenix

4. palmeira fênix (Phoenix roebelenii) Origem: Ásia

Resultado de imagem para cica

5. cica (Cycas revoluta) Origem: Ásia

 

Resultado de imagem para buxinho jardim

6. buxinho (Buxus sempervirens) Origem: Europa

Resultado de imagem para capim do texas

7. capim do texas (Pennisetum setaceum) Origem – África

Resultado de imagem para kaizuka

8. kaizuka (Juniperus chinensis torulosa) – Origem: Ásia

Resultado de imagem para agave paisagismo

9. agaves (Agave sp.) – América Central

Resultado de imagem para podocarpus no muro

10. podocarpus (Podocarpus macrophyllus) Origem: Ásia

No próximo post vamos trazer opções de espécies dos biomas brasileiros já produzidas no mercado brasileiro para a troca.

Ricardo Cardim

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em arborização urbana, árvores, paisagismo, paisagismo São Paulo, paisagismo sustentável, projetos de paisagismo, São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s