A fragilidade da metrópole perante o verde

 

Na vastidão de concreto, pedra e asfalto que é a cidade de São paulo, é fácil pensar que a natureza perdeu a competição. Mas nada. A metrópole na verdade é muito frágil, basta ficar alguns meses sem manutenção que a natureza retoma tudo.

Esse carro abandonado em uma rua do Brooklin mostra bem isso – diferentes plantas pioneiras como gramíneas e até a jurubeba estão formando um “matagal” na movimentada via. A verdade é que se São Paulo fosse abandonada por uma década, não daria para andar sem um facão para abrir trilhas em suas ruas.

rua com vegetação em São Paulo - foto de Ricardo Cardim - direitos reservados (2)

rua com vegetação em São Paulo - foto de Ricardo Cardim - direitos reservados (1)

Um fato interessante em São Paulo sobre isso é que o hábito de preferir plantas estrangeiras no paisagismo e arborização alterou a sucessão ecológica, ou a “colonização vegetal” que virou algo com a marca humana, e pode ser conferido nesse vídeo:

Veja – A Flora reconquista seu espaço

Ricardo Cardim

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em Biodiversidade paulistana, curiosidades do verde paulistano, espécies invasoras, Mata Atlântica, meio ambiente urbano, meio ambiente urbano em São Paulo e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para A fragilidade da metrópole perante o verde

  1. Parabéns pela bela reportagem.

  2. Pingback: Post do blog “Árvores de São Paulo” | ..:: arquilog ::..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s