São Paulo precisa do Parque Augusta – a última área verde do Centro

1,34 m². Essa é a quantidade de área verde total do centro de São Paulo por habitante, conforme dados da Prefeitura em 2012. Para a ONU, a quantidade aceita internacionalmente é de 12 m², ou seja quase 9 vezes mais que o disponível atualmente. Não é difícil imaginar os problemas causados na saúde e longevidade da população por essa escassez de vegetação, como ilhas de calor, poluição sonora e qualidade do ar.

Mas como um oásis,  ainda existe uma última grande área livre verde na região, com 25000 m² de gramados e bosques com diversas árvores nativas. Trata-se do “Parque Augusta” como vem sendo chamado pela comunidade dos arredores.

Em uma região totalmente construída e verticalizada, existe somente uma área verde - o Parque Augusta.

Em uma região árida, totalmente construída e verticalizada, existe somente uma área verde – o Parque Augusta (demarcado em amarelo).

Esse terreno pertence a particulares que tem o objetivo de construir dois grandes edifícios no local. Assim, voltamos para a velha história que se repete na cidade há mais de um século e é responsável pelos atuais (e ridículos) índices de verde por habitante.

 

Nos amplos espaços livres do Parque Augusta - os últimos da região - o público já está frequentando o espaço.

Nos amplos espaços livres do Parque Augusta – o último da região – o público já está frequentando o espaço.

 Depois de anos de luta da comunidade local pela criação do “Parque Augusta”, o Prefeito Haddad disse que o parque não é prioridade. Uma fala digna do século XIX, e que pode gerar um prejuízo sem volta para essa e as próximas gerações de paulistanos.

Se realmente o atual prefeito não transformar a área no “Parque Augusta” em um espaço público vital para a metrópole e deixar construir os edifícios, será um erro histórico e inaceitável. Com o novo parque teremos um espaço verde único e perene de equilíbrio ambiental na região, que persistirá por séculos e valerá muitas vezes cada centavo investido na indenização.

Cena quase surreal em pleno centro de São Paulo: uma trilha em meio a mata e passarinhos.

Cena quase surreal em pleno centro de São Paulo: uma trilha em meio a mata e muitos passarinhos.

Gigantesco exemplar de cedro-rosa, árvore da Mata Atlântica de madeira nobre no Parque Augusta.

Gigantesco exemplar de cedro-rosa, árvore da Mata Atlântica de madeira nobre, no Parque Augusta.

Detalhes históricos do terreno - muro com arcos em tijolos que faz divisa com a Rua Augusta.

Detalhes históricos do terreno – muro com arcos em tijolos que faz divisa com a Rua Augusta.

Vista do bosque, com uma embaúba no centro.

Vista do bosque, com uma embaúba no centro.

Um diferencial único no terreno é os amplos espaços que podem ser transformados em gramados, criando um "ibirapuera" em pleno centro.

Um diferencial único no terreno são os amplos espaços que podem ser transformados em gramados, criando um “Ibirapuera” em pleno centro.

Leia mais nesse link:

http://blogs.estadao.com.br/diego-zanchetta/haddad-diz-que-parque-augusta-nao-e-prioridade/

Ricardo Cardim

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em Árvores de São Paulo, árvores, destruição do verde em São Paulo, História de São Paulo, Mata Atlântica, meio ambiente, meio ambiente urbano, meio ambiente urbano em São Paulo, parques de são paulo, São Paulo, sustentabilidade urbana e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para São Paulo precisa do Parque Augusta – a última área verde do Centro

  1. Renato disse:

    Este espaço sempre foi assim ou houve algo ali que já foi demolido?

  2. Minha saudosa mãe contava que houve, nas décadas de 30/40, um plano de formar um parque unindo a Igreja da Consolação, a Igreja Presbiteriana na Rua Nestor Pestana, e a Sinagoga do Viaduto Martinho Prado, que não vingou.Ele teria uma área maior do que a do Parque Augusta ( antigo Colégio Des Oiseaux /Equipe) , mas na região central, com a destruição de áreas verdes, e transformação de córregos em avenidas seria importante. preservar esta área,

  3. mariliafferraz disse:

    Parque Augusta já!
    São Paulo não pode se entregar ao descaso de abrir mão de qualquer outra área verde existente e deve brigar para continuar a implantação de novos parques e praças, bem como intensificar o plantio de árvores por toda a cidade.
    Essa decisão é fundamental para a saúde física e mental de seus cidadãos, melhorando sua qualidade de vida.

  4. maria de lourdes silva disse:

    BOA TARDE. GOSTARIA QUE ME INFORMASSEM SOBRE AS AREAS VERDES DO JARAGUA. SE NAO É PEDIR MUITO ALGUNS PARQUES QUE HA ENTRE A VILA CLARICE E ATE A ESTAÇAO FERROVIARIA DO JARAGUA . SEM MAIS AGRADAÇO A ATENÇAO DISPENSADA. LOURDES

  5. Célia Cymbalista disse:

    Conheço bem esta área e cada vez que a vejo sofro ao vê-la transformada em estacionamento e mais ainda sofro sabendo do risco que a área corre.

  6. thranduil disse:

     Ricardo, boa noite, será que há algo que possamos fazer para pressionar o prefeito para a criação do parque? Será que poderíamos tentar agitar uma manifestação para lutar em rpol de mais áreas verdes para a cidade? E se pressionarmos a secretaria de verde e meio ambiente pela internet? por favor responda. Obrigado. Josenaldo P. Silva.  

    • Olá Josenaldo! Certamente que sim, a pressão popular pode tornar o parque possível! Podemos ligar para a prefeitura, svma, emails, manifestações, etc.

      abraço

  7. Junior disse:

    É um absurdo, li bastante sobre este caso! Devia-se aproveitar essa período de manifestação e ser feito algo do tipo pra chamar a atenção da mídia para isto. É impressionante ainda ter que se discutir coisas tão óbvias como está não é?? É nítido e claro o valor imensurável desta área se mantida com a vegetação! lamentável…

  8. Creusa C. Faria disse:

    Realmente sinto muito que isso possa estar acontecendo em São Paulo, ou seja mais uma vez a especulação imobiliaria e outros interesses do poder publíco passando em cima dos interesses da população , ou seja, ter uma qualidade de vida melhor com a criação desse novo parque.

  9. Evelyn Uriel disse:

    Pessoal, sou frequentadora assídua, vou às manifestações mas nada tem sido suficiente. Visto isso, criei uma pagina no FB bem como uma petição no Avaaz, onde podemos encontrar uma esperança, da possibilidade de tornamos a demolição do Parque Augusta um FRACASSO.
    Me ajudem por favor. Preciso de vocês!
    PAGINA DO FB: https://www.facebook.com/maisverdeporfavor

    PETIÇÃO:
    http://www.avaaz.org/po/petition/Mais_Verde_Por_Favor/?launch

    Eu realmente me preocupo sobre este assunto e juntos nós podemos fazer algo a respeito disso! Cada pessoa que assina nos ajuda a chegarmos mais próximo do nosso objetivo de 100 assinaturas — será que você pode nos ajudar assinando a petição?
    Campanhas como esta sempre começam pequenas, mas elas crescem quando pessoas como nós se envolvem — por favor reserve um segundo agora mesmo para nos ajudar assinando e passando esta petição adiante.

    Muito obrigado,

  10. O proprietário do terreno saberá da história que está a acontecer. Dele depende o futuro de tantas sementes, pássaros e pessoas. O futuro reconhecerá.

  11. Não vamos deixar esta área verde virar prédios.

  12. Ana dulce pitan maraschin disse:

    Ana Dulce Maraschin:
    Tem os que não só preservar as árvores nativas já existentes mas AMPLIARMOS ESTA ÁREA COM ÁRVORES ,a exemplo do Parque Trianon.Alí tem de ser TUDO uma floresta !!!!!!!!!!!!!
    Vou lá e ajudo a plantar!!!!!!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s