Vitória para a biodiversidade e história de São Paulo – As novas reservas de campos cerrados na USP

Paisagem dos campos cerrados - nova reserva da USP. São Paulo 500 anos atrás.

Paisagem dos campos cerrados – nova reserva da USP. São Paulo 500 anos atrás.

Uma boa notícia para o meio ambiente e a história da cidade de São Paulo – a reitoria da Universidade de São Paulo (USP) decretou ontem, no Dia Mundial do Meio Ambiente, as duas áreas de campos cerrados nativos remanescentes na Cidade Universitária como reservas ecológicas.  Constituem-se em raríssimos resquícios da vegetação ancestral que nomeou  a cidade nos primeiros séculos de “São Paulo dos Campos de Piratininga”.

Em um total de aproximadamente 20.000 m² que foram ameaçados nesses últimos dois anos por projetos de novos prédios, escavações e o esquecimento, sobrevivem raridades como as últimas populações na metrópole de plantas do cerrado como língua-de-tucano pequena, murici-do-campo e ipê-amarelo-do-cerrado. Desde o final de 2009 lutamos pela preservação desses dois trechos, que juntamente com o Parque Municipal Alfred Usteri, formarão um reduto do bioma Cerrado na malha urbana.

murici-do-campo - preciosidade agora protegida por decreto na USP.

murici-do-campo – preciosidade agora protegida por decreto na USP.

Além de museu-vivo, essas áreas servirão para a educação ambiental, reservatório genético e de sementes para novas plantas e principalmente como campo de pesquisas na Universidade. Acompanhe abaixo o trabalho para a preservação dessas relíquias ambientais:

Folha de São Paulo – Caderno Cotidiano – Campus da USP abriga vegetação rara de cerrado

Veja São Paulo maio 2011 – Raízes centenárias

Jornal O Estado de São Paulo. USP vai criar um ‘museu vivo’ do cerrado na capital – Aluno de mestrado descobriu espécies únicas da vegetação em meio a obras de terraplenagem, a poucos metros da Botânica. Outubro de 2011.

https://arvoresdesaopaulo.wordpress.com/2010/07/27/os-ultimos-ipes-do-cerrado-da-cidade-de-sao-paulo/

https://arvoresdesaopaulo.wordpress.com/2012/03/26/descoberta-uma-das-ultimas-orquideas-de-cerrado-sobrevivente-na-cidade-de-sao-paulo/

Com a querida Profa. Nanuza Menezes, que junto com outros professores da Botânica da USP apoiou a preservação dos remanescentes.

Com a querida Profa. Nanuza Menezes na caixa de água do IB-ICB, que junto com outros professores da Botânica da USP apoiaram a preservação dos remanescentes.

As novas reservas são:

1. área entre o Instituto de Biociência (IB) e Instituto de Ciências Biomédicas (ICB), próxima a caixa de água. Em fevereiro de 2011, chegou a existir demarcação e medição na área para a construção de prédios para laboratório.

2. área no entorno das obras do novo centro de convenções da USP, próximo a Faculdade de Veterinária. Constitui-se da vegetação de cerrado que não foi destruída pela obra.

Notícia no USP Destaques de 05 de junho de 2012:

http://www.usp.br/imprensa/wp-content/uploads/Destaque-61.pdf

Ricardo Cardim

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em Árvores de São Paulo, Biodiversidade paulistana, Botânica, campos cerrados em São Paulo, cerrado em São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Vitória para a biodiversidade e história de São Paulo – As novas reservas de campos cerrados na USP

  1. edegar disse:

    Olá, Ricardo.

    Sou biólogo e fui estagiário da Superintendência de Gestão Ambiental. Hoje, ainda trabalho para eles, mas como prestador de serviço.
    Estava procurando informações de levantamentos florísticos na região de pirituba e acabei encontrando esse blog. Parabéns pelo trabalho.

    Só para atualizá-lo, a USP baixou resolução esta semana decretando essas reservas e temos mais uma área decretado junto a essas citadas no texto. É uma grande área, um barranco, oposto ao ICB I e II, na saída da Vila Indiana. Está, atualmente, tomado por Leucenas, mas é uma área maior que as duas outras juntas decretadas anteriormente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alteração )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alteração )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alteração )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alteração )

Conectando a %s