A cidade de São Paulo, suas árvores e vegetação nas antigas fotografias

A cidade de São Paulo dos anos 1930 pouco se parecia com a metrópole atual. Ainda guardava notas campestres e tinha poucos prédios despontando entre um mar de construções baixas. Visitando o arquivo da Biblioteca Mário de Andrade, do fotográfo Benedito Duarte, encontrei algumas imagens interessantes das árvores e vegetação da cidade que começava a se transformar.

Quem diria... Na atual Rua Oscar Freire - um dos endereços mais sofisticados da metrópole atual - existia em 1938 uma "privada coletiva do tipo fossa no fundo do quintal" conforme a legenda do fotógrafo Benedito Duarte. Note o capim vigoroso em volta, provavelmente fruto da abundante "adubação"que recebia. Tudo nos arredores ainda era rural, com campos e algumas árvores espontâneas.

Na frente do Palácio das Indústrias em 1937 existiam muitos jacarandás-mimosos (Jacaranda mimosaefolia). Árvores de origem argentina comumente plantadas na época. As velhas árvores da espécie na cidade atual são dessa época.

O progresso da cidade de São Paulo com seus letreiros iluminados, motivo de orgulho para a população da época (e atualmente de alívio da sua ausência) com as palmeiras-imperiais na frente, que até hoje vivem na praça do Teatro Municipal, no centro.

No vale do Anhangabaú em 1937, verdejavam as palmeiras-seafórtia, plantas de origem australiana que foram introduzidas para o paisagismo e se tornaram invasoras agressivas de nossa biodiversidade nativa, causando sério desequilíbrio ecológico na Mata Atlântica sobrevivente da cidade – a ponto de a Universidade de São Paulo e a Prefeitura fazerem um plano para seu controle e erradicação.

 

Todas as fotos acima são do acervo da Biblioteca Mário de Andrade, que possui uma ferramenta muito interessante em seu site para a visualização do extenso arquivo de fotografias da cidade de São Paulo, antes de difícil acesso para o público. Para conhecer, clique aqui.

Ricardo Cardim

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em amigos das árvores de São Paulo, Árvores de São Paulo, Árvores históricas de São Paulo, espécies invasoras, História de São Paulo, São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para A cidade de São Paulo, suas árvores e vegetação nas antigas fotografias

  1. GUILHERME MARAN disse:

    Olá, tdo bem?

    Leio seu blog sempre e resolvi escrever para sanar uma dúvida. Pq meus Jerivás não crescem?

    Minha mãe tem um Jerivá em casa. Aos poucos vou colhendo as mudinhas que naturalmente se formam. Porém, após retirá-las do solo, ainda com o coquinho, elas simplesmente estaguinam e não se desenvolvem mais.

    O que faço? Como devo proceder? Gosto muito dessa árvore e gostaria de plantá-la com sucesso. É assim mesmo, elas demoram muito para crescer?

    Obrigado por sua ajuda. Seu blog é muito legal.

    Aguardo sua resposta. Att, GUILHERME MARAN.

  2. Thales Othón disse:

    Muito interessante sua contribuição na matéria da Folha sobre a Paineira mais antiga da cidade!
    Ao ler o trecho “Maria José chegou a ser repreendida por tecnicos da prefeitura quando cravou um prego no caule”, pensei no fato de todas as árvores da USP serem pregadas com números…O que você acha disso?
    Tem uma lista de árvores da USP em algum lugar? Quem numerou as árvores? Foram identificadas também?
    Parabéns pelo site,
    Thales.

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado Thales! Eu acho um absurdo o modo como grande parte foi pregada, com pregos grandes e de metal que enferruja… realmente uma ameaça as plantas do Campus. Desconheço que fez essa barbaridade…

      abraços
      Ricardo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s