Natureza paulistana

Em um das áreas com maior atividade da construção civil na metrópole paulistana - os arredores do Shopping Morumbi - um joão-de-barro construiu sua casa sobre um alfeneiro (Ligustrum sp. - Japão). A foto mostra um paradoxo interessante da natureza urbana e sua resistência. Essa árvore fica quase isolada em meio aos grandes descampados para a edificação das torres de escritórios, repleto de barulhos e poeira pela obras, e mesmo assim, o passarinho escolheu ali para viver. Coisas de São Paulo.

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em árvores, Biodiversidade paulistana e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Natureza paulistana

  1. Leda Lucas disse:

    Oi, Cardim!

    Acompanhei por mais de dois meses da janela da sala do apartamento onde moro a construção da casa de um casal de joão-de-barro. A casa está pronta e linda. Como as que via na minha infância no interior mineiro e que me deixavam tão espantada dada a perfeição com que eram construídas estas moradas.
    Incrível a perseverança e determinação destes pássaros.
    Abraço.
    Leda

    • Ricardo Cardim disse:

      E a sua capacidade de adaptação. Um belo exemplo da natureza!
      abraços
      Ricardo

  2. tereza kawall disse:

    LINDA IMAGEM, COMO É QUE PODE ISSO?
    UM BJ

    • Ricardo Cardim disse:

      Também quando vi fiquei de queixo caído… um lugar tão inóspito!

      bj

  3. Sueli disse:

    Trabalho muito próximo da represa guarapiranga, na avenida atlantica esquina com avenida do rio bonito, e lá podemos avistar com facilidade várias casas de joão-de-barro, corujas e até um pica-pau eu já vi. Abraços, Sueli

  4. dalva disse:

    São Paulo tem de tudo, e a árvore recebe a todos com carinho. Primeiro eu li sobre uma imponente figueira-branca com dez metros de circunferência que se transformou na casa do engraxate e catador de latinhas chamado André Luís. A árvore fica nas margens da movimentadíssima avenida Radial Leste, na Bela Vista, centro de São Paulo. E agora vejo esse pássaro retomando um espaço perdido em nome do progresso.

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Dalva, é realmente muito interessante a historia do morador da figueira, coisas bizarras de nossa metrópole.

  5. Adelina disse:

    É gratificante, observarmos em meio a construções e a poluição das grandes metrópoles, essa pequenina manisfestação da natureza, de forma de vida, desse encantador pássaro construtor! Legal mesmo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s