Confusão verde no shopping Pátio Higienópolis

 

A nova ala do shopping Pátio Higienópolis resolveu pregar uma peça em seus usuários. No agradável jardim externo, com muito verde e bancos confortáveis, o estabelecimento quis promover a educação ambiental e conectar as pessoas com as árvores existentes no local. Até aí, excelente idéia –  educar leva a valorizarmos aquilo que passamos a conhecer.

A pegadinha ficou por conta da total falta de cuidado na identificação das árvores e o texto sobre elas. Identificações completamente erradas, textos com palavras técnicas que só cientistas entendem e outras barbaridades fizeram a ação  ser mais um “marketing verde” ou “green washing”. Importante notar que eram somente umas 10 espécies. Triste foi ver vários pais e filhos lendo aquelas inúmeras placas repletas de absurdos debaixo das plantas.

São propostas assim que levam a questão ambiental ao descrédito, prestando um completo desserviço para a comunidade e o planeta.

Esta palmeira, um pati (Syagrus psedococos), foi identificada como uma figueira de Goa - Ficus retusa (!?). Além disso, todas palmeiras do jardim são nomeadas jerivás (Syagrus romanzoffiana), quando várias delas são patis, uma planta nativa de São Paulo do mesmo gênero, mas de espécie diferente.

Aqui, uma pitangueira foi identificada como um jatobá, outro desastre! E no texto ainda fala-se em "panículas corimbosas terminais" com certeza um palavrão para os leigos que ali frequentam.

E estranhamente, as duas maiores e chamativas árvores do local não tinham sequer a "tentativa" de identificação...

Ricardo Cardim

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em amigos das árvores de São Paulo, árvores, marketing verde, sustentabilidade urbana e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para Confusão verde no shopping Pátio Higienópolis

  1. dalva disse:

    Eita! Essa foi bem feinha… A iniciativa era bem boa. Aqui no meu condomínio temos várias árvores identificadas, mas algumas outras carecem de identificação. Tenho falado para a nossa síndica, vamos ver que bicho dá.

  2. Juliana Vieira disse:

    Só a fachada não se sustenta… Querem dar uma de verdes e bonzinhos, mas olha lá, vai alguém que conhece e a casa cai! bem-feito, quem sabe agora arrumam e fazem direito.

    Ju Vieira

  3. Pingback: O que vale NÃO é a intenção « Marketing Ambiental

  4. ana b. disse:

    ricardo,
    alguém escreveu (ou telefonou, ou falou) com algum responsável do shopping, relatando esse equívoco? houve resposta?
    pq erros acontecem, mas com um pouco de boa-vontade, são reparados…
    muitas empresas, hoje em dia, ouvem seus clientes e procuram corrigir seus “enganos”, sob o risco de perder credibilidade caso não o faça.
    eu acho que faz parte de exercer [bem] nossa cidadania reclamar quando percebemos um “desserviço” ou uma desinformação… vc não acha?
    abs

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Ana, concordo, tanto que junto com a publicação do artigo enviei uma mensagem no SAC do Shopping avisando sobre o erro e necessidade de correção. Mas também penso que tem que haver mais cuidado em ações de grande visibilidade como essa – um especialista na área tem que ser consultado – quantas pessoas não aprenderam errado ao visitar aquele espaço até agora? E não foram um ou dois erros…
      Infelizmente, muitas ações bem-intencionadas na questão ambiental sofrem do mesmo problema, mas em trabalhos de empresas renomadas e de grande capacidade de investimento não se pode alegar simples ” distração”. Existe uma responsabilidade e também recursos, tanto humanos como financeiros, para isso.

      Abs,
      Ricardo

  5. Waldomiro disse:

    O Brasil é complicado. E isso que o local fica em um dos bairros mais “intelectualizados” da cidade. Me supreende a cara-de-pau.
    Ponto para os Amigos das Árvores.

    Waldomiro

  6. Gustavo Moreira disse:

    Esse shopping é bacana, apesar de lugares assim serem bons, tem arquitetura discreta e essas alamedas charmosas, mas o erro foi vergonhoso, parabéns pela observação no blog, Ricardo.

  7. Adelina disse:

    é isso ai Sr. Cardim, sempre atento! legal te-los alertado qto ao equivoco, vc pelo menos prestou um bom serviço, ao contrario da pessoa ou empresa contratada que erroneamente classificou as especies.

  8. Ana disse:

    Alô Pátio Higienópolis, vamos desfazer a besteira!

    Ana

  9. Fernanda Tuma disse:

    Olá

    A idéia do shopping foi bem legal, parabéns. Pena que faltou investimento na informação.só plaquinhas bonitas não resolvem.

    Fernanda Tuma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s