Uma floresta sobre o rio Pinheiros

 Post publicado também no Blog do Planeta, da Revista Época.

———————————————————————————————-

São Paulo esconde muitas surpresas na sua vegetação. Uma das minhas preferidas é a “matinha” que vive suspensa sobre o canal do rio Pinheiros. Certo dia, parado no tradicional trânsito de fim de tarde sobre a ponte do Jaguaré, reparei do meu lado esquerdo uma vistosa copa de tipuana. Do lado direito da ponte, o rio Pinheiros.

Me perguntei – Como é possível uma copa de árvore se estou sobre o meio do leito do rio?  Abri a porta e vi que escondida entre as duas atuais pontes do Jaguaré existe uma pequena ponte de concreto armado abandonada, coisa da década de 1940 provavelmente, ainda intacta sobre a água e sem acesso dos dois lados .

Na estrutura, uma verdadeira floresta vicejava, com árvores de grande porte e muita vegetação. Voltei lá em outra ocasião, e pude perceber a capacidade de regeneração da vegetação sobre o concreto. Plantas estrangeiras típicas da arborização urbana e paisagismo como alfeneiros, tipuanas, jacarandá-mimoso, leucena e espada-de-são-jorge sobreviviam no raso “solo”. Germinaram ali sozinhas.

Esse é um exemplo de como ficaria São Paulo em poucas décadas de abandono, uma cidade dominada pela vegetação. Só que não seria ocupada por Mata Atlântica ou campos cerrados, a vegetação original do terreno, mas uma formação reflexo de nossas escolhas culturais, com plantas de diferentes lugares do mundo que trouxemos ao longo de décadas e se aclimataram por aqui. Seria a nossa marca indelével da civilização em um “mundo sem ninguém”. 

Vista da ponte abandonada e coberta de vegetação espontânea ao longo de décadas.

Do lado esquerdo da foto, uma tipuana de grande porte vegeta sobre o concreto e o rio.

À direita, uma alfeneiro cresce no jardim suspenso.

Para ver: Ponte do Jaguaré – Zona Oeste – Acesso pela marginal do rio Pinheiros.

Ricardo Cardim

Sobre Ricardo Cardim

Paisagista e Botânico www.cardimpaisagismo.com.br www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em Árvores de São Paulo, Biodiversidade paulistana, curiosidades do verde paulistano, espécies invasoras, paisagismo, plantas invasoras e marcado , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para Uma floresta sobre o rio Pinheiros

  1. dalva disse:

    Eu também sempre me admirei daquela ponte abandonada e retomada pela natureza. É um oásis no meio do leito deserto do rio poluído.

  2. Muito legal! Eu já tinha reparado também!

  3. É a natureza dando provas de que se reinventa, se adapta, resiste, sobrevive, apesar da lógica burra que tem levado a humanidade a viver de modo caótico, num mundo cada vez mais artificial e materialista. Ela pode. Já a humanidade…

  4. Ana Basaglia disse:

    ricardo, eu morei por 20 anos no jaguaré, passava diariamente pela ponte, e sempre me surpreendia ao olhar pra essa vegetação improvável…
    a natureza é admirável, né não?!

  5. joao schindler ventura disse:

    Prezado Ricardo,

    Tenho tido essa mesma imaginação, de como seria lindo o Planeta dominado pelos vegetais, sem a intervenção dos humanos, mesmo quando estes têm boas intenções.

    • Ricardo Cardim disse:

      Valeu João, é intrigante pensar que não somos realmente senhores do planeta…

  6. Pingback: Tweets that mention Uma floresta sobre o rio Pinheiros « Árvores de São Paulo -- Topsy.com

  7. osvaldo alves disse:

    ola ricardo, eu não tinha visto,achei demais parece um pedaço do paraiso.. daria para sentar na sombra da tipuana e pescar no rio [se fosse mais limpo]. uma pergunta;voçê ja fez alguma materia sobre a floresta em cima do antigo predio do banespa,atual sede da prefeitura?seria muito legal para quem nunca viu..

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Osvaldo, obrigado! Eu gostaria muito de conhecer em cima do banespa, mas parece que não é permitido infelizmente, seria uma excelente materia. abraços

  8. Juliana disse:

    Ricardo, boa tarde,
    eu acessei o seu site/blog e eu gostaria de saber se posso reproduzir o seu artigo Uma floresta sobre o rio Pinheiros (com crédito) no site http://www.aguasdamemoria.com.br na seção Blog.

    Parabéns pelo seu site, as árvores precisam muito de apoio em nossa cidade.

    Att,

    Juliana

  9. Pingback: A constante luta entre a natureza e a metrópole em São Paulo – 1 | Árvores de São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s