Rodoanel – ameaça para as árvores?

 Obra tão polêmica quanto necessária para a cidade de São Paulo, o Rodoanel já está sendo usado há algum tempo.  E é fácil perceber ao trafegar pela via a quantidade de Mata Atlântica que foi derrubada para a sua construção, dada a frequência de trechos com árvores nativas de grande altura e tronco fino – típicas do meio de florestas – nas margens da rodovia.

 Belezas também foram reveladas, como a figueira nativa enorme da fotografia acima, que sobreviveu às obras. Em 2007 participei do resgate Botânico durante o desmatamento, e a quantidade de madeira retirada foi enorme, inclusive com espécies de qualidade como cedros e canelas.

A principal preocupação posterior a sua conclusão é o aumento da urbanização e consequente encolhimento do ameaçado cinturão verde da metrópole por bairros informais. Mesmo com a promessa por parte dos executores de que não haveria acesso para as áreas em volta, em toda parte observa-se pequenas “entradas” clandestinas. Acredito que o futuro da vegetação nativa por ali não é dos mais otimistas, infelizmente.

Mas vale o passeio, principalmente em um dia ensolarado.

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em amigos das árvores de São Paulo, Árvores de São Paulo, Biodiversidade paulistana, destruição do verde em São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Rodoanel – ameaça para as árvores?

  1. Jaílton disse:

    Tenho certeza que meus filhos quando crescerem e passarem pelo rodoanel verão tudo aquilo cinza e cheio de favelas ou “currais eleitorais”
    Será algo semelhante a atual marginal tietê.

    Força!!

  2. Priscilla disse:

    Bom dia!
    Meu nome é Priscilla, e este semestre, em sala de aula, analisei o Estudo de Impacto Ambiental do trecho sul do rodoanel.
    Infelizmente, a área de mata que sofreu supressão de vegetação foi enorme, levando, além de exemplares adultos de árvores com a chamada madeira de lei, grande quantidade de Euterpe Edulis, a palmeira Jussara, dentre outras espécies importantes de todas as classes vegetais, foram perdidas e reduzidas a futuro adubo e lenha ou abandonados em botas-fora por ai.
    Toda obra de grande porte, como a construção de uma rodovia, fragmenta as poucas manchas de mata que ainda possuímos, aumenta o efeito de borda e assim, também reduz a diversidade animal local.
    Uma pena, pois estamos falando de Mata Atlântica, um dos hotspots que concentragrande biodiversidade com muitas espécies vegetais endêmicas.
    É o preço que pagamos pela “evolução”.

    Gostaria de parabenizar o blog, é maravilhoso e ja faz parte da minha leitura obrigatória, cheio de informações interessantes e curiosidades das plantas que tentam rachar o concreto e trazer algum verde nesta selva de pedra!

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Priscilla,

      Muito obrigado pela força, fico feliz que leia e aprecie o blog. A mata que perdemos com o rodoanel foi enorme, e o pior é que só o começo…

      abraços
      Ricardo

  3. Rodolfo disse:

    Olá, gostaria de saber se esta foto foi tirada em Itapecerica da Serra, próximo ao viaduto na Estrada da Itapecerica. Moro na região e pude observar durante as obras que foram retiradas várias araucárias que haviam no terreno onde ficava um convento e hoje é um prédio da Dersa. E o pior, foram retiradas as araucarias e deixaram os Pinus. Estranho… muito estranho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s