Rodoanel – ameaça para as árvores?

 Obra tão polêmica quanto necessária para a cidade de São Paulo, o Rodoanel já está sendo usado há algum tempo.  E é fácil perceber ao trafegar pela via a quantidade de Mata Atlântica que foi derrubada para a sua construção, dada a frequência de trechos com árvores nativas de grande altura e tronco fino – típicas do meio de florestas – nas margens da rodovia.

 Belezas também foram reveladas, como a figueira nativa enorme da fotografia acima, que sobreviveu às obras. Em 2007 participei do resgate Botânico durante o desmatamento, e a quantidade de madeira retirada foi enorme, inclusive com espécies de qualidade como cedros e canelas.

A principal preocupação posterior a sua conclusão é o aumento da urbanização e consequente encolhimento do ameaçado cinturão verde da metrópole por bairros informais. Mesmo com a promessa por parte dos executores de que não haveria acesso para as áreas em volta, em toda parte observa-se pequenas “entradas” clandestinas. Acredito que o futuro da vegetação nativa por ali não é dos mais otimistas, infelizmente.

Mas vale o passeio, principalmente em um dia ensolarado.

Sobre Ricardo Cardim

Paisagista e Botânico www.cardimpaisagismo.com.br www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em amigos das árvores de São Paulo, Árvores de São Paulo, Biodiversidade paulistana, destruição do verde em São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Rodoanel – ameaça para as árvores?

  1. Jaílton disse:

    Tenho certeza que meus filhos quando crescerem e passarem pelo rodoanel verão tudo aquilo cinza e cheio de favelas ou “currais eleitorais”
    Será algo semelhante a atual marginal tietê.

    Força!!

  2. Priscilla disse:

    Bom dia!
    Meu nome é Priscilla, e este semestre, em sala de aula, analisei o Estudo de Impacto Ambiental do trecho sul do rodoanel.
    Infelizmente, a área de mata que sofreu supressão de vegetação foi enorme, levando, além de exemplares adultos de árvores com a chamada madeira de lei, grande quantidade de Euterpe Edulis, a palmeira Jussara, dentre outras espécies importantes de todas as classes vegetais, foram perdidas e reduzidas a futuro adubo e lenha ou abandonados em botas-fora por ai.
    Toda obra de grande porte, como a construção de uma rodovia, fragmenta as poucas manchas de mata que ainda possuímos, aumenta o efeito de borda e assim, também reduz a diversidade animal local.
    Uma pena, pois estamos falando de Mata Atlântica, um dos hotspots que concentragrande biodiversidade com muitas espécies vegetais endêmicas.
    É o preço que pagamos pela “evolução”.

    Gostaria de parabenizar o blog, é maravilhoso e ja faz parte da minha leitura obrigatória, cheio de informações interessantes e curiosidades das plantas que tentam rachar o concreto e trazer algum verde nesta selva de pedra!

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Priscilla,

      Muito obrigado pela força, fico feliz que leia e aprecie o blog. A mata que perdemos com o rodoanel foi enorme, e o pior é que só o começo…

      abraços
      Ricardo

  3. Rodolfo disse:

    Olá, gostaria de saber se esta foto foi tirada em Itapecerica da Serra, próximo ao viaduto na Estrada da Itapecerica. Moro na região e pude observar durante as obras que foram retiradas várias araucárias que haviam no terreno onde ficava um convento e hoje é um prédio da Dersa. E o pior, foram retiradas as araucarias e deixaram os Pinus. Estranho… muito estranho.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s