Depois de 300 anos os pinheiros voltam a Pinheiros

Passando pelas obras de remodelação do Largo da Batata, tive uma agradável supresa nesse domingo. Em uma nova praça toda de piso permeável, foram plantadas um grupo de cerca de 15 mudas de araucárias (Araucaria angustifolia), resgatando parte da dívida com o  meio ambiente e história paulistanas.

Antes de ser bairro, ali por volta de 1560 era a  aldeia de Nossa Senhora dos Pinheiros, e não tinha esse nome ao acaso. As araucárias eram comuns na vegetação original do terreno, assim como em todo município de São Paulo. O rio Pinheiros, nos arredores, era chamado nas Atas da Câmara de São Paulo do começo do século XVIII, de rio dos pinheiros, com “M” minúsculo mesmo, e diversas são as menções sobre a existência da espécie.

Mesmo tendo algumas limitações técnicas pelo tamanho e galhadas, a araucária deveria ser árvore comum na arborização de lugares espaçosos e possíveis dentro de São Paulo. Como por exemplo no Parque Villa-Lobos, também em Pinheiros, que não tem nenhuma araucária oficialmente em sua área enorme, e agora tem quatro, plantadas pelos Amigos das Árvores de São Paulo.

Parabenizo os responsáveis pelas araucárias plantados na reforma do Largo da Batata em Pinheiros (obs. mas já tem quatro que secaram e precisam ser repostas).

Vista da praça com as ainda pequenas araucárias

Ricardo Henrique Cardim

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em amigos das árvores de São Paulo, Árvores de São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

30 respostas para Depois de 300 anos os pinheiros voltam a Pinheiros

  1. dalva disse:

    Parabéns mesmo! Agora é torcer para que a população receba com carinho todo esse cuidado botânico… e que não encham tudo com banquinhas de camelô e similares, como é o resto daqueles locais.

    • Ricardo Cardim disse:

      É verdade Dalva…mas olhando ali deu para ver que a população está respeitando as mudinhas, não vi nehuma depredada, mas vamos torcer!

    • Pedro wolthers disse:

      Olá Ricardo, estou no seu blog graças ao Martin do blog ” Quando a cidade era mais gentil “. Sou morador de Santo Amaro, bairro que tinha e deixou de ter muitas árvores. Hoje percebi que a Prefeitura de SP plantou várias mudas jovens rente ao muro da Chácara Flora na Av Washington Luís. Vc acha que isso se deve ao Secretário do Verde Eduardo Jorge ?

    • Sim Pedro, o Eduardo Jorge plantou muitas arvores em sua gestão.

    • Pedro wolthers disse:

      Vc acha que elas secaram por causa da pouca chuva em SP ?

    • pode ser a velha falta de manutenção mesmo…

  2. Bruno Balboni disse:

    E os parabéns não vão apenas para a escolha da espécie arbórea, mas também para a escolha do calçamento, que permite a absorção das águas pluviais pelo solo, ajudando no controle das enchentes e favorecendo a saúde das arvores lá plantadas. Deveríamos usar mais pisos como este!
    Abraço!

  3. Mirna disse:

    Fico feliz que sejam araucárias ainda pequenas, que possam crescer no local, ter uma história a ser contada pela vizinhança, daqui a 20 anos. É muito diferente de “implantar” palmeiras já crescidas, como foi moda alguns anos atrás, na pressa de ver o resultado. Quanto à preservação, creio que quanto mais a população do local for informada sobre a espécie, quanto mais envolvida estiver com as mudas plantadas, mais chances elas terão de crescerem saudáveis e protegidas dos vândalos.

  4. Leda Lucas disse:

    Fico feliz com este acontecimento! Vida longa às árvores que estamos vendo voltar para as praças.
    Na Praça Panamericana há várias araucárias plantadas e, lembro-me, que devido a elas li com os alunos a Lenda da Gralha Azul e pedia aos alunos que passavam pela praça para observar as árvores; foi um momento bem lindo como professora e uma apaixonada pelas árvores.
    Bruno, bem lembrada a questão do calçamento de piso permeável. Quem sabe, este não será o piso que ajudará a cidade respirar mais inteiramente?
    Abraço, Cardim.
    Leda

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado Leda, em breve vou postar suas fotos…só preciso resolver um problema técnico do blog.

      Abraços

  5. Junior disse:

    Gostaria de saber onde eu conseguiria muda de Araucária e instrução para planta-la . Obrigado .

    • Ricardo Cardim disse:

      Junior,

      vá na parte “contato” lá tem algumas dicas onde pode encontrar. melhor é comprar o pinhão plantá-lo e depois de alguns meses (nas chuvas) levá-lo para o local definitivo, que de preferencia não deve ter construções proximas ou ser local de passagem de pedestres.
      att

  6. Junior disse:

    Obrigado Ricardo .

  7. Robson R. disse:

    As araucárias voltando ao solo de São Paulo, bela iniciativa.
    Que muitas outras sejam plantadas onde possível.

  8. caio quintela fortes disse:

    Realmente foi uma surpresa agradavel. E combina muito bem com o bairro.
    Sera que não combinaria tambem com as margens do Rio Pinheiros?

  9. Joao disse:

    Eu já plantei mais de 20 araucárias em SP, num esforço para repovoar a cidade de pinheiros, que como diz o texto, sao originais daqui tambem. O pinheiro mais velho tem já 14 anos e vai começar a dar pinhão! Essa é uma arvore super ameaçada de extinção, há poucos pinheiros, o que compromete a genética da espécie. Eu tenho trocado pinhoes com um amigo de Sao Joaquim, envio para ele pinhões de Campos do Jordao, para misturar um pouco as mudas, creio que seja importante para a reprodução das arvores no futuro.
    Eu faço um pedido publico, para quem se interessar, plantar mais mudas de araucaria em SP. Não podemos perder essa arvore de nossa cidade, nem das serras do nosso país. Abraços

    • parabéns pelo seu empenho e trabalho João! abraços

    • caio quintela fortes disse:

      Ola Ricardo!
      Ja ha tempo tenho conhecimento do seu trabalho em bora não o conheça pessoalmente.
      Mas gostaria de conhece-lo, bem o João.
      A proposito, ja fiz tentativas semelhantes a dele, embora com escassos resultados.
      A unica que eu poderia quase assegurar que fui eu quem plantou, é aquela da Pça Panamericana que brotou numa carreira de Azaleas, distante das que estão alinhadas. Alias a semente veio do Pinheiro Grosso de Canela RS.
      Se voce puder me facilitar o contato com o João eu agradeço!
      Um abraço!
      Caio

    • Olá Caio, eu não conheço pessoalmente o João, assim lhe passo o e-mail dele:Jd@joaotucci.com.br
      abraços!

  10. As araucarias são as arvores mais lindas e imponentes que eu já vi, parabens para aqueles que com o próprio esforço tenta repor as arvores que foram perdidas com o tempo.

  11. Rodrigo disse:

    Como andam essas araucárias 2 anos depois?
    Abraços

  12. dalva disse:

    Oi Ricardo! Vale a pena dar mais uma olhadinha lá no Largo de Pinheiros… parece que as coitadinhas das araucárias estão sofrendo o pão que o diabo amassou com o rabo! Que raio de jardinagem é essa? e as árvores que plantaram ao longo da pseudo ciclovia, ali naquele local? Parece que tem flamboyant já ameaçando cair em cima dos carros! ô gente cabeçuda, sô!

  13. dalva disse:

    E aí Sr Haddad? Vamos mandar a turma terminar aquela obra interminável do Largo da Batata? Vamos verificar a saúde das araucárias que foram abandonadas depois do plantio naquela praça? Vamos dar condições mais humanas para o zé povinho que por ali transita? Obrigada!

    • caio quintela fortes disse:

      Ou muito me engano ou não sobrou nenhuma das Araucarias. Só Guanadi. Menos mal!

  14. Pingback: Depois de 3 anos as araucárias desaparecem novamente de Pinheiros | Árvores de São Paulo

  15. Puxa, que pena que não sobreviveram. São Paulo não tinha um programa de jardineiros voluntários, ou síndico de praça, ou algo que o valha? Será que não valeria a pensa investir um pouco mais num programa como esse?

  16. Pingback: Histórias de árvores e de gentes • Jardim de Calatéia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s