Árvores tradicionais da Casa Bandeirista do Caxingui

Arvore comum nas capoeiras, o tápia sombreia o alpendre

O tapiá, árvore comum nas capoeiras paulistanas, sombreia o alpendre

 

Esse passeio é ainda mais desconhecido do que a figueira-das-lágrimas para o paulistano apreciador das árvores.  Dentro de uma praça que ocupa um quarteirão, a Casa Bandeirista do Caxingui é uma das raríssimas casas rurais de São Paulo remanescentes do século 17.

Mas a atração não se restringe a construção histórica. A vegetação se destaca por duas espécies tradicionais da nossa flora paulistana original e atualmente quase extintas: a figueira (Ficus organensis) e a araucária (Araucaria angustifolia). Com isso, forma-se um cenário realmente dos primeiros séculos de colonização no Planalto.

Raro grupo de araucárias na cidade de São Paulo

Raro grupo de araucárias ainda existentes na metrópole

As figueiras são provavelmente muito antigas pelo porte e aparência. Já deviam acompanhar a  casa quando tudo ali era zona rural, antes da Companhia City lotear a área em 1937. Hoje a bela construção e suas espessas paredes de taipa-de-pilão pertencem a Prefeitura, tombada desde 1983.

Velha figueira nativa existente desde antes a urbanização

Figueira nativa muito antiga, de antes da urbanização

O renque de araucárias, formação muito escassa na cidade, deve ter mais de 50 anos e completa a paisagem. Entretanto, muitas espécies estrangeiras invasoras estão descaracterizando a vegetação típica da Casa e escondendo, por exemplo, a figueira. Precisam ser removidas.  No lugar, poderia se plantar exemplares de canela-preta (Ocotea catharinensis) a madeira de preferência usada na época.

Cenário semelhante a São Paulo de 300 anos atrás.

Para conhecer:  

Casa do Sertanista Pça. Dr. Enio Barbato, s/nº – Caxingui, Zona Oeste, São Paulo, SP Fone 11 3726 6348

Ricardo Henrique Cardim

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em construções históricas, História de São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Árvores tradicionais da Casa Bandeirista do Caxingui

  1. Dalva disse:

    Acredita que eu não conheço essa casa?! E olha que eu moro aqui do ladinho, no Butantã… Será um dos meus próximos passeios, sem falta. A casa e o pinheiro me lembraram o sítio dos meus sogros, em Cotia, periferia de SP. Deve ser tudo da mesma época, pois ali era caminho das mulas para Sorocaba e Rio de Janeiro. Um abraço.

    • Ricardo Cardim disse:

      Cara Dalva,

      quando for, repare nas 2 grandes figueiras na entrada.

      abraços

  2. Suzana Ursi disse:

    Poxa, Ricardo!

    Eu moro pertinho do Caxingui e nem conhecia…rs Ótima dica!

    Já coloquei o link do seu blog no site.

    Abraços
    Suzana

    • Ricardo Cardim disse:

      Legal Suzana, espero que goste! Obrigado pelo link.
      abraços,
      Ricardo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s