A história do eucalipto na cidade de São Paulo

Eucaliptos na Praça Victor Civita

Eucaliptos na Praça Victor Civita

Embora seja uma árvore não indicada para se plantar em cidades devido ao seu grande porte e facilidade de queda de galhos, o eucalipto (Eucalyptus sp) aparece frequentemente na Metrópole, principalmente em praças e parques. A razão disso é geralmente histórica, com velhos exemplares remanescentes da  pré-urbanização, como antigas chácaras ou resquícios rurais. O Parque do Ibirapuera, por exemplo, teve o eucaliptal plantado para “secar” seus brejos no começo do século XX.

Já foi usado na arborização urbana paulistana no final do século XIX pelo Prefeito Antônio Prado e seu encarregado Arthur Etzel graças ao rápido crescimento. Em1993, o Prefeito Paulo Maluf teve a absurda idéia de plantar  milhares de mudas de eucaliptos nas áreas verdes urbanas (coincidentemente ele tinha um grande viveiro dessas árvores em sua empresa, a Eucatex) que foi logicamente rechaçada.

Originário da Austrália, teve seu plantio disseminado por Navarro de Andrade no começo do século passado para suprir de lenha as locomotivas. Entretanto, ainda é mal visto por alguns. Exagero. Quando praticada de modo sustentável, é uma cultura agrícola importante para satisfazer nossas necessidades de celulose e madeira e evita o corte de mais matas nativas. A velha história que arruína o solo, não é verdade se os cuidados necessários forem tomados, basta para isso ver a Fazenda Melhoramentos em Caieiras, que o planta há mais de 80 anos.

Agora, em áreas de preservação ambiental como beiras de rios substituindo as árvores nativas ou na malha urbana, ele não pode e nem deve ser plantado.

Ricardo Henrique Cardim

 

Anúncios

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em arborização urbana, Árvores de São Paulo, árvore urbana e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para A história do eucalipto na cidade de São Paulo

  1. dalva disse:

    Legal, Ricardo… não sabia tudo isso sobre o eucalipto. É como você diz: bem usado, ele é uma coisa positiva. Aqui da minha janela eu sinto o frescor das suas folhas, quando o vento balança os imensos eucaliptos do terreno ao lado. Tomara que dure para sempre!

  2. Milzo Prado disse:

    Ricardo, sempre escutei que as florestas de eucalipto, como a citada em Caieiras, são desérticas: não há fauna dentro delas.
    Por esse motivo acabam sendo tão abominadas. Vc saberia dizer sobre a veracidade disso?!

    Abração.

    • Milzo, uma questão importante é não confudirmos plantação de eucaliptos com florestas nativas e suas funções. São coisas totalmente diferentes. Os eucaliptos tem, teoricamente, o mesmo valor ecológico que soja ou feijão, mas não são de todo desérticos, é comum, como em caieiras por exemplo, com o tempo se formar um denso sub bosque de mata atlântica, com fauna nativa presente e vivendo abaixo dessas “matas” de eucaliptos.
      abraços,

  3. reinaldo jesus de andrade disse:

    Sou estudante de Gestão ambiental pela Unipac de Barbacena, e imprecionei me com as informações obtidas nesse site. Tomei a decisão de desenvolver meu TCC sobre os Eucaliptos afim de promover o conhecimento sobre a história e a importãncia das suas diverssas espécies n contexto sócio-éconômico e ambietal. Parabéns.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s