Mais uma árvore rara ameaçada na Cidade

Bairro do Morumbi, São Paulo

Bairro do Morumbi, São Paulo

Outro terreno na cidade de São Paulo com importantes exemplares de árvores remanescentes da vegetação original. Entretanto, neste temos um grande destaque pela raridade do gênero no espaço urbano e beleza da árvore. Trata-se de uma peroba (Aspisdosperma sp.), da família Apocynaceae.

Árvore de madeira considerada de qualidade superior e por isso muito explorada desde os tempos iniciais da Cidade, sendo usada para todo tipo de construção, principalmente para confecção de grandes caibros de telhados, como os encontrados em casas do ciclo bandeirista. 

Lembrando, que nas épocas antigas não existiam estradas e muito menos meios para importar madeira de outros locais, então toda a madeira que a antiga Piratininga demandava vinha dos arredores, diferente de hoje, onde usamos farta madeira amazônica. A peroba ainda existir no citado terreno é com certeza uma exceção.

Essa árvore mereceria estar tombada, como testemunho do passado paulistano e detentora de importante patrimônio genético para a formação de futuras árvores que podem ser usadas em projetos de arborização urbana e recomposição de vegetação, antes que mais um “condomínio horizontal” a faça sumir na calada da noite. veja outro artigo sobre terreno com árvores raras

Ricardo Henrique Cardim

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em Árvores de São Paulo, árvores e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Mais uma árvore rara ameaçada na Cidade

  1. Pablo Melo Fajardo disse:

    Ricardo,

    A cidade de Londrina-PR foi construída sobre um enorme “perobal”, local assim chamado pela intensa participação de peroba, como esta do Morumbi.

    A exploração extrativista da madeira a tornou rara, e hoje nesta cidade paranaense a maior concentração é de algumas dezenas no campus da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

    E mesmo estas vem perecendo em razão de “limpeza” de seus troncos, com o arrancar de plantas epifitas que faz expor o tronco diretamente aos raios solares, que se aquece e faz esta árvore clímax morrer.

    Para protegermos esta peroba do morumbi, também temos que proteger as árvores em torno, ou pelo menos cobrir com tronco com epifitas, trepadeiras, etc.

    Abraço.

  2. Eduardo siqueira disse:

    Uma duvida :gual variedade de `peroba’ `e esta do bairro do Morumbi ?ASPIDOSPERMA polyneuron ,ramiflorum ,cylindrocarpon …?

    • Ricardo Cardim disse:

      não cheguei a identificar a espécie, caso deseje identificá-la, ela fica de frente ao Parque Volpi

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s