A ameaça do avanço imobiliário sobre as árvores urbanas nativas

em primeiro plano à esquerda, um jerivá nativo, atrás, copaibas.

em primeiro plano à esquerda, um jerivá nativo, atrás, copaíbas.

  Belo terreno na região de Santo Amaro, com grandes árvores nativas remanescentes da floresta original, tais como copaíbas (Copaifera langsdorffii), jatobás (Hymaenea  courbaril), passuarés (Sclerolobium denudatum) e outras raridades, hoje aguardando possivelmente um empreendimento imobiliário, talvez mais um condomínio horizontal, com várias casas grudadas uma na outra onde antes existia uma. Essas árvores sobreviveram muitas décadas, desde quando tudo ali era floresta, até o brejo do rio Pinheiros, são patrimônio genético da Cidade. Será que estarão em pé daqui há alguns anos? Sei não…

Ricardo Henrique Cardim

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em árvores e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para A ameaça do avanço imobiliário sobre as árvores urbanas nativas

  1. Pingback: Mais uma árvore rara ameaçada na Cidade « Árvores de São Paulo

  2. fernanda disse:

    Essa árvore mereceria estar tombada, como testemunho do passado paulistano e detentora de importante patrimônio genético para a formação de futuras árvores que podem ser usadas em projetos de arborização urbana e recomposição de vegetação, antes que mais um “condomínio horizontal

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s