Leitores

GALERIA DOS LEITORES

Envie o seu olhar sobre as árvores que habitam a cidade de São Paulo. Participe!

 E-mail para arvoresdesaopaulo@gmail.com

Uma foto muito interessante – uma provável jabuticabeira “engaiolada” pelo proprietário. Será para evitar dividir as frutas com os passarinhos? Foto de Reinaldo Ortlieb na Rua Mirandinha.

Corte de eucaliptos centenários na Praça Cidade de Milão - por Murilo Riedel.

Corte de eucaliptos centenários na Praça Cidade de Milão – por Murilo Riedel.

Corte de eucaliptos centenários na Praça Cidade de Milão - por Murilo Riedel.

Corte de eucaliptos centenários na Praça Cidade de Milão – por Murilo Riedel.

Vista do Pico do Jaraguá e sua Mata Atlântica margeando a metrópole por Jucilene de Souza.

figueira na radial leste pelo leitor Julio Cortez Terceiro

vandalismo em árvore urbana por Luciana Vilaça de Azevedo

Seda furta-cor por Leda Lucas

árvores em Higienópolis pelo leitor Julio Cortez Terceiro

jaqueira por Leda Maria Lucas

Palmeiras por Leda Maria Lucas

Parque Linear de Sapopemba por Vera Lucia Dias

árvore em sarcófago por Sônia Périgo

por Leda Lucas -paineira desfolhada vista do Minhocão próximo terminal Amaral Gurgel

por Reinaldo Ortlieb- jaqueira na rua Montes Aureos

Quaresmeira, por Uêdson Jorge

Flores do tataré (Choroleucon tortum) no Ibirapuera, árvore nativa das restingas cariocas. Foto de Leda Lucas.

Ficus microcarpa na Praça Floriano peixoto em Santo Amaro, por Jucilene de Souza.

Um alfeneiro, árvore nativa do Japão, na Rua Ana Cintra, perto do Metrô Santa Cecília. Foto de Daniele Pikirruchaa.

Parque do Ibirapuera - uma boa ideia no aproveitamento de árvores caídas naturalmente.

Parque do Ibirapuera – uma boa ideia no aproveitamento de árvores caídas naturalmente.

Receita para cair uma árvore – cimentação de sua base, que acaba com a saúde do solo e planta. Foto de Luís Eduardo.

Rua Dona Veridiana – Sta. Cecília – Centro. Foto de Luís Eduardo.

Rua Indiana, Itaim Bibi. Foto de Luís Eduardo.

Poda agressiva por Gustavo Queiroz na rua Eleonora Cintra 481 - Jd Analia Franco - Zona Leste

Poda agressiva por Gustavo Queiroz na rua Eleonora Cintra 481 – Jd Analia Franco – Zona Leste

orquídeas nas árvores urbanas - uma boa ideia clicada por Thereza W.

orquídeas nas árvores urbanas – uma boa ideia clicada por Thereza W.

árvore com placa pregada na rua Raul José Braconaro-Mandaqui por Nelson Moreira

árvore com placa pregada na rua Raul José Braconaro-Mandaqui por Nelson Moreira

Abacateiro em antiga chácara na rua Eiras Garcia perto do Largo Bonfiglioli por Leda Lucas. Comentário – Remanescentes de uma São Paulo com mais qualidade de vida, quintais assim hoje são uma raridade, graças a voracidade das construtoras.

Pau-ferro na praça Cornélia, no Bairro da Lapa, por Arnaldo Bonsch. Comentário – essa bela e altiva árvore, o pau-ferro (Caesalpinia ferrea), é nativa da Mata Atlântica ao norte do Rio de Janeiro e amplamente difundida em São Paulo. Seu lenho é duríssimo, o que justifica o nome, tanto que é muito difícil ver árvores da espécie caídas em temporais de verão.

Copas dos paus-ferro “que não se tocam” na praça Cornélia, no Bairro da Lapa, por Arnaldo Bonsch.

Belo pau-ferro na praça Cornélia, no Bairro da Lapa, por Arnaldo Bonsch.

Por Leda Lucas – ficus morto no Museu do Ipiranga – fazem parte dos arbustos esculpidos por poda (topiaria) que compõem o jardins do museu. Infelizmente atacados pela praga da mosca – branca.

pau-brasil tombado em Vila Madalena e Pinheiros por Jeane Carretti.

pau-brasil tombado em Vila Madalena e Pinheiros por Jeane Carretti.

Tronco do pau brasil por Jeane Carretti – Vila Madalena e Pinheiros

Figueira de bengala no Parque da Luz por Vera Lucia Dias, do Passeio Paulistano.

Figueira de bengala no Parque da Luz por Vera Lucia Dias, do Passeio Paulistano

27 respostas para Leitores

  1. Ju disse:

    Muito legal o site de vcs!!!

  2. Thereza disse:

    como faço? tenho algumas, gosto delas e gostaria de colaborar.
    Obrigada pelo site, muito lindo, fiquei fã.
    Thereza
    therezaw@gmail.com

  3. oi td bem? nao vi nas suas fotos pes de jabuticaba em calçada. Vc teria interesse em ganhar alguma mudas para plantio em calçadas? Nao gostaria q plantassem em propriedade particular
    se der, de uma olhada em meu blog: loucos por jabuticaba
    marcia

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Márcia, gostaria sim! principalmente da coroada para plantar em SP. como podemos recebê-la?
      Vou linkar seu blog aqui

      abs,
      Ricardo

    • Maria Aparecida silva disse:

      Marcia… ajude-nos… temos 2 jaboticabeiras, mais de 50 anos…acho que é do tipo taubaté… gigantes, lindas, doces, sudáveis, dá frutos o ano todo. Queríamos doá-las.

  4. Arnaldo Bonsch disse:

    Ricardo, boa tarde.
    Vi seu blog, e tomo a liberdade de enviar algumas fotos de paus-ferro que estão na praça Cornélia, na Lapa.
    O primeiro, como dá para ver, tem um arame a 4 ou 5 metros do chão, que tenho tentado que a prefeitura vá retirar, porque pode ser prejudicial para a árvore, e é difícil de alcançar.
    O segundo acho um exemplar muito bonito, e na terceira foto a interessante negociação do espaço aéreo entre esta árvore e a vizinha, lembrando uma vista aérea de bacia hidrográfica.
    Um abraço
    Arnaldo Bonsch

    • Ricardo Cardim disse:

      Caro Arnaldo,

      muito obrigado pelas fotos, vou publicá-las na secção “leitores”. Esse espaço que existe entre as árvores é interessante, uma respeita os limites da outra….

      abraços

  5. helena meidani disse:

    Escrevo só agora porque acabo de saber da existência desse blog e me pareceu que era o lugar certo para eu contar uma história (triste) e perguntar como se podem evitar outras iguais.
    Moro em Pinheiros e, desde que me mudei pra esta rua, em 1989, havia duas árvores muito grandes (e possivelmente muito antigas) na frente do meu prédio. Durante 20 anos, vi essas árvores sendo podadas pela prefeitura; muito de vez em quando, mas eram.
    Agora vem a parte triste: em dezembro de 2008, a maior delas caiu. Tinha uns 10 metros de altura, e seu tronco se quebrou a mais ou menos um metro do chão. Fez um estrago danado.
    A causa: ela foi podada durante anos sempre mais de um lado do que do outro. Cortavam-se mais os ramos que davam para o prédio e menos (bem menos) os que davam para a rua. (Tanto que sua copa chegava até a outra calçada.) Resultado: ela caiu sob seu próprio peso.
    Não parece muito absurdo que os técnicos da prefeitura tenham cometido um erro tão pimário?
    Como evitá-lo?
    Parabéns pelo importante trabalho e obrigada pela oportunidade.
    helena meidani

    • Ricardo Cardim disse:

      Muito obrigado Helena! Pois é, a poda desastrada e devido a fiação aérea é ainda uma séria ameaça para as árvores. Devemos pressionar por uma cidade com menos postes e fios, e assim, mais saúde para nosso verde, que traz diretamente saúde para nós.
      abraços

  6. parabéns pela iniciativa!
    nós do movimento rebouças viva temos algumas fotos de nossas árvores
    e estamos tentando interferir positivamente na rearborização da rebouças que patina por 2007.
    Fernanda F. Bandeira de Mello
    Movimento Rebouças Viva
    Diretoria de Comunicação
    reboucasviva@uol.com.br
    http://reboucasviva.blogspot.com/

    • Ricardo Cardim disse:

      Fernanda, também sempre reparo quando passo por lá… a arborização vem melhorando de dez anos para cá, até uns pés de mutamba tem! Mande por favor algumas fotos para postar aqui – arvoresdesaopaulo@gmail.com
      Boa sorte nessa importante empreitada!

  7. Mauricio disse:

    Olá!

    Tenho tido contato com o seu blog desde que estou enfrentando um problemão com o síndico do meu prédio! Ele está fazendo um abaixo assinado para cortar a principal árvore da nossa rua, com alegações do tipo “É perigoso cair um galho nos carros”, entre outras disculpas totalmente sem sentido!
    É bem verdade que ela está um pouco enfraquecida! Acredito que pelo fato de só ter concreto em volta de seu tronco! É uma árvore Linda, tem certas épocas que ela fica toda florida, e é muito antiga também!
    Estou tentando contatar ONG`s no sentido de encontrar soluções para fortalecê-la! Também procuro algum apoio de como agir, etc!

    Estou tentando agir meio rápido, antes que eles cortem a mesma!

    Abraços!

  8. José Lenes Sousa Santos disse:

    Cardim; saudações!
    Pesquisei os frutos e folhas de três espécies de ficus nativas do Brasil, com o propósito da alimentação da avifauna, sendo as Fícus doliaria, Fícus clusiifolia e Ficus organensis; e quanto a insípida e adhatodifolia, há muita semelhança entre as cinco ou algumas delas são a mesma espécie?

  9. Jeane disse:

    Compartilho com vcs esta imagem de um imponente pau-brasil, “patrimônio ambiental”, numa calçada do Alto de Pinheiros, à Rua Zapara.
    Fica na divisa da City Pinheiros com a Vila Madalena, em rua muito arborizada, com muitos exemplares de altos pinheiros.
    Após conhecer seu blog passei a notar e apreciar muito essas paisagens….uma experiência e tanto…grata.
    Ricardo para manter a qualidade da imagem, fiz em 1024×768, mas vc pode reduzi-la se quiser. OK?
    Parabéns pelo blog.
    Abs
    /Jeane

    (Jeane Carretti)

  10. a n d e r s o n c h r i s t i a n disse:

    Olá Ricardo, tudo bem?

    Antes de qualquer coisa. Quero lhe agradecer pelo artigo que publicou no seu blog sobre a Ficus. Muito esclarecedor.

    Estou aqui entristecido com algumas coisas que li no blog sobre a ficus. Creio que precisarei tirá-la.

    Moro em Salvador, capital baiana. Aqui na calçada do prédio onde moro desde janeiro desse ano tem uma grande Ficus, plantada há 10 anos. A sombra é incrível, e a privacidade que nos proporciona também, pois temos um outro prédio bem em frente.

    Contudo, ouvia sempre (de leigos) que essa é uma planta prejudicial para construções. Resolvi pesquisar.

    Agora, penso em propor ao condomínio a substituição dela por outra.

    Gostaria que, na medida do possível, você me orientasse na escolha de uma nova árvore. Esse Ficus é a unica árvore da rua. Incrível, né? Gostaria de arborizar toda nossa rua, mas com o cuidado de uma orientação profissional.

    Inicialmente, quero substituir o Ficos que está em frente ao nosso prédio. Ele está próxima ao muro – mais ou menos um metro – e também próxima ao nosso tanque de água, uns cinco metros. Também temos a garagem do edifício, que fica no sub-solo em frente as raízes da árvore.

    Que outra árvore você nos indicaria?

    Grato
    Anderson

  11. Thales disse:

    Professor,
    Tenho me interessado cada vez mais pelas árvores.
    Estou com 20 anos, sou estudante da Usp (Engenharia Ambiental) e a cada dia descubro árvores novas na usp e na cidade. Gostaria muito de poder compartilhar minhas idéias, aprender mais e colocar minhas dúvidas.
    Estou procurando sempre conhecer os parques de São Paulo. Sábado conheci o Tizo, no outro fim de semana o Santo Dias, mês passado a Cantareira. É fascinante, moro ao lado do Parque Previdência e já reconheço e admiro uma boa quantidade de árvores. Mas ainda estou no começo, com muitas lacunas no aprendizado.
    No parque Santo Dias tem grandes exemplares de Passuaré. Ninguém do parque sabia o nome dessa árvore, nem mesmo os diretores. Descobri o nome hoje através do seu site. Estou adorando as dicas de remanescentes florestais urbanos, de espécies raras e locais com exemplares grandes e antigos.
    Semana passada descobri o grande chichá que tem no IB, no começo da rua do matão. É uma árvore de que idade? Nativa dessa região?
    Gostaria também de saber qual é a árvore enorme que fica atrás do IME (entre o IME e a FAU), não consegui reconhecer, as raízes são impressionantes, tem mais de uma árvore dessa espécie.
    Tenho minhas dúvidas quanto aos Angicos da região da Oceanografia até a Física. Quantos tipos de Angico tem?
    Por último, gostaria de saber a localização do Pau-Viola do IB, ouvi do senhor quando conversava com uma colega na área de estudo da biblioteca, ela estava projetando uma praça e eu dividia com ela o livro das árvores brasileiras para entender os nomes científicos da tese do Ricardo Dislich, até perguntei se era o senhor o autor, lembra de mim?
    Thales

  12. Leda Lucas disse:

    Oi, Ricardo!

    Muito legais as imagens do seus leitores.
    A nossa luta pelo verde é contínua; né?
    Abraço.

  13. Dorivaldo Salles de Oliveira disse:

    Existe uma grande área verde bem arborizada no km 14 da Rod. Raposo Tavares, no Butantã. É propriedade da Fundação Getúlio Vargas. Você conhece alguém com capacidade de influenciar a prefeitura de São Paulo a decretar esse local com área de utilidade pública, para fins de desapropiação? Corremos o risco de vermos lá um grande conjunto de prédios, numa região já saturada e com trânsito terrível.
    Obrigado

  14. Olá Ricardo.
    Parabéns pelo seu trabalho. Gosto muito do seu blog!
    Também tenho um blog e abordo assuntos semelhantes ao seu. Gostaria de deixar o endereço dele aqui: http://plantandovida.wordpress.com/

    Abraço,
    Felipe F.Frigieri

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Felipe,

      Muito obrigado pela força! Vou visitar o seu blog, já abri aqui.

      abraços!

  15. Carlos Pacheco disse:

    Em frente ao n.241 da Rua Saldanha Marinho no Belenzinho tem uma árvore que o morador cortou toda a copa. Agora, todo broto que a árvore tenta lançar é arrancado. Percebo que o tronco está atrofiando. Já denunciei à prefeitura e nada foi feito. Alguém poderia me orientar?

  16. Jose ketinho disse:

    Moro no bairro da pompeia ,e gostaria que o bairro tivesse mais verde. Acho que a prefeitura perdeu uma boa chance de fazer um belo parque junto ao viaduto pompeia no terreno da antiga fabricas matarazzo, junto a este terreno tem outra area muito grande denominada GLEBA BARRA FUNDA se eu não me engano .Tenho algumas mudas de ipe roxo e gostaria de sair por aí para plantar, mas,preciso de algum (a) maluca para saír por aí plantando. Alguem se Habilita????

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s