Fotos – árvores e florestas

 

Típico exemplar de tipuana (Tipuana tipu) na Av. Tiradentes. É a árvore mais comum na cidade. Sua origem é o norte da Argentina e Bolívia, plantada por aqui há quase um século. Ricardo Cardim

Jequitibá-rosa (Cariniana legalis) perto da calçada na Avenida Higienópolis, Centro. Árvore símbolo do estado de São Paulo, alcança até 50 metros de altura e também metros de diâmetro, mas quando plantada em locais tipicamente urbanos como na foto, apresenta adulta um porte menor e adequado ao ambiente urbano. Na metrópole temos vários outros exemplos desse comportamento da espécie nas ruas.

Alguns maus cidadãos ainda não entendem a importância da árvore na cidade - no caso uma paineira-rosa (Ceiba speciosa) - e a usam como suporte. A prática é nociva à planta, pois o prego ou arame para amarrar a placa podem trazer doenças e outros problemas.

O pau-viola (Citharexylum myrianthum) é uma árvore ótima para arborização urbana. Nativa da Mata Atlântica paulistana, cresce rápido e forma boa copa com raízes discretas. Esse exemplar fica no Sítio Morrinhos, construção histórica de 1702 na Zona Norte da cidade de São Paulo.

Terreno ainda desocupado no bairro da Granja Julieta em São paulo. Repleto de árvores raras da hoje inexistente floresta paulistana, ainda com grandes exemplares. Suas árvores tem provavelmente um futuro sombrio graças à intensa especulação imobiliária do bairro. Patrimônio genético de valor incalculável. Ricardo Cardim

Uma avenida muito bem arborizada em São Paulo, a Braz Leme, na Zona Norte, é um exemplo do empenho de cidadãos e empresas no enverdecimento urbano. Hoje o local é amplamente frequentado pela comunidade.

Aspecto da abundante floração da pitangueira (Eugenia uniflora) uma das nossas frutíferas mais apreciadas pelos pássaros. Ricardo Cardim

Pinus ou pinheiros plantados na década de 1970 no bairro de Pinheiros. Árvore de origem caribenha muito usada no reflorestamento comercial e de grande potencial invasor. Ricardo Cardim

As insustentáveis obras das marginais Tietê. Quando todas as pistas estiverem prontas, ficar parado no trânsito ali vai ser como estar em uma frigideira no fogo, já que as árvores que sombreavam, assim como o gramado do canteiro central, não existem mais. Ricardo Cardim

Ameixa-amarela ou nêspera. Árvore de origem japonesa comum na cidade de São Paulo. Espécie invasora agressiva para a nossa vegetação nativa. Ricardo Cardim

Cena raríssima: um pedaço de capoeira no bairro do Butantã em São Paulo, com espécies que muitos chamariam de "mato", mas na verdade são relíquias da vegetação local original, como os arbustos floridos no meio da fotografia, o assa-peixe (Vernonia sp.), planta muito apreciada pelas abelhas e quase extinta na cidade hoje. Ricardo Cardim

Crescendo espontâneamente, essa muda de cabeludinha foi provavelmente plantada por algum passarinho. Árvore frutífera de grande beleza e sabor que deveria ser muito mais usada em nossos jardins e áreas públicas. Ricardo Cardim

No bairro da Aclimação, uma residência conserva o seu jardim como era nos anos 1950, com suas plantas da moda na época. A árvore, um jasmim-manga, é exemplo disso. Ricardo Cardim

Jabuticabeira remanescente após demolição de residência no arborizado bairro de Alto de Pinheiros. Fatos assim mostram como algumas pessoas estão esclarecidas quanto a importância das árvores para a qualidade de vida urbana e seu valor. Ricardo Cardim

Imbuia (Ocotea porosa) árvore de madeira nobre e atualmente quase extinta nas matas paulistanas. O grupo da foto está no Instituto Butantã e foi plantado pelo eminente Botânico Frederico Hoehne no começo do século XX. Ricardo Cardim

A belíssima flor da pitanga (Eugenia uniflora). Árvore nativa na metrópole paulistana e muito apreciada pelas pessoas e bichos urbanos. Seu pequeno porte a faz indicada para ruas com postes e eletrificação baixa. Ricardo Cardim

Fotografia curiosa de uma figueira de origem asiática crescendo sobre um velho tronco podre para acessar a luminosidade. Ricardo Cardim

O mata-pau é uma figueira nativa nas florestas paulistanas que usa outras árvores ou construções como suporte para chegar mais próxima à luz. Não são parasitas e podem se tornar grandes e belas árvores. Deveriam ser usadas na arborização de grandes parques e praças da cidade, já que apresentam ótimo potencial paisagístico e alimentam a avifauna urbana. Ricardo Cardim

Eucaliptos, árvore de origem australiana, no Parque da Aclimação. Foram plantados há mais de 100 anos para secar o terreno, que era constituído de várzeas. Hoje formam um bosque muito agradável. Ricardo Cardim

Coisa quase extinta na metrópole paulistana, um córrego correndo a céu aberto e com água ainda transparente. Parque Severo Gomes, na Granja Julieta, Zona Sul de São Paulo. Quem dera tivéssemos mais ribeirões assim na cidade. Memória e qualidade de vida perdidas...Ricardo Cardim

Frutos da cabeludinha mostrando a razão do nome popular, com seus frutos de casca peluda (tricomas). Frutífera nativa na cidade de São Paulo. Foto Ricardo Cardim

Curso para professores do ensino médio sobre as árvores urbanas no Depto. de Botânica da USP

Árvore nativa paulistana comum na arborização e decoração de jardins, a eritrina ou mulungu (Eritrina speciosa) produz belas flores vermelhas muito apreciadas pelas maritacas urbanas. Ricardo Cardim

Figueira na parede (Ficus microcarpa) espécie estrangeira que compete por nicho com o mata-pau, a figueira nativa mais comum. Ricardo Cardim

Grupo de araribás (Centrolobium tomentosum) arborizando rua na Cidade Universitária da USP. Árvore de madeira nobre nativa das matas paulistanas que alimenta a avifauna. Ricardo H Cardim

Fato raro em São Paulo - uma rua inteiramente arborizada com a jerivás (Syagrus romanzoffiana) - palmeira típica das matas nativas paulistanas e muito presente na Cidade desde os tempos coloniais. Outro detalhe inusitado é a ausência de podas destrutivas em suas folhas, o que mantém a beleza natural das palmeiras. A rua fica em frente ao Largo do Arouche, no Centro. Ricardo Cardim

Raízes do palmito-jussara (Euterpe edulis). Quando jovens apresentam uma intensa cor vermelha. É uma palmeira típica da floresta original da cidade de São Paulo. Ricardo Cardim

Vista da floresta paulistana do alto do Pico do jaraguá. Essa mata, que é contada sua existência na história de São Paulo desde o século XVI, já sofreu diversas ameaças e desmatamentos, como nos anos 30 do século passado, mas felizmente chegou aos nossos dias, embora pressionada pela urbanização intensa a sua volta. Ricardo H Cardim

pau-jacare (Piptadenia gonoacantha), árvore nativa de São Paulo, muito comum em nossas matas, principalmente nas próximas ao interior norte-oeste. Sua casca possui protuberâncias como a pele do jacaré, daí o nome. Ricardo Cardim

O muito presente pau-ferro (Caesalpinia ferrea), arborizando sozinho uma praça na Rua 25 de março, centro de São Paulo. Árvore de madeira muito dura e resistente, possui tronco de grande beleza. Não é nativa da Cidade como alguns pensam, ocorrendo naturalmente na Mata Atlântica do Rio de Janeiro para o Norte. Ricardo Cardim

Parque Linear Sapopemba - foto de Vera Lucia Dias

Grupo de Guabirobas (Syagrus oleracea) uma palmeira introduzida em São Paulo, nativa dos cerrados brasileiros e que além da beleza de seu porte e tronco reto e homogêneo, possui um palmito muito apreciado na culinária do interior do país. Ricardo H Cardim

palmeira jerivá (Syagrus romanzoffiana) no Parque da Luz , de grande altura, é um exemplar muito antigo, provavelmente centenário.

Possivelmente a mais bela vista de São Paulo, ainda mais no céu azul de maio com a floresta emoldurando a Cidade. Núcleo da Pedra Grande - Parque da Cantareira. foto Ricardo H Cardim

Paineira-rosa (Chorisia speciosa) na esquina da Rua Colômbia com a Rua Peru - Jardins. Árvore muito plantada na Cidade até vinte anos atrás, tem um crescimento muito rápido e forma uma enorme copa. Seus frutos contém um tipo de de "algodão", a paina, outrora usado para preencher travesseiros e salva-vidas, e que são bastante apreciados pelas maritacas. Ricardo Henrique Cardim

outra vista do interior da mata na Cidade Universitária - USP. Podemos notar a grande profusão de cipós e trepadeiras, típicos da Mata Estacional Semi-Decídua (tipo de mata comum no interior do Estado).

Árvore (ipê-roxo) plantada há dois anos na margem do Rio Tietê. Mesmo com a poluição em diversos níveis a atacando, parece estar crescendo bem. Ricardo Cardim

Tocos das árvores derrubadas na Marginal do Tietê para as obras de ampliação. Ricardo Cardim

Essa é para aqueles que duvidam da longevidade do paulistano da gema manacá-da-serra (Tibouchina mutabilis), exemplar de proporções admiráveis e aparentando idade vivendo no pleno agito da Praça Panamericana, em frente ao Pão de Açucar. Espécie muito comum nas matas alteradas em volta da Metrópole. Ricardo H Cardim

Habitando em cima de uma paineira (Ceiba sp.) um velho imbé (Philodendron sp.) lança suas raízes ao solo. Planta nativa da cidade de São Paulo, essas raízes foram, na cidade dos primeiros séculos, o "prego" para amarração de todo tipo de construção devido à escassez de ferro. Até embarcações com elas foram construídas aqui no Planalto. Ricardo Cardim

Guapuruvu (Schizolobium parahyba) no Parque da Água Branca (Zona Oeste), árvore de crescimento rápido e nativa da Mata Atlântica de encosta, sofreu uma doença há alguns anos atrás na Cidade que matou muitos de seus indivíduos, como aqueles que existiam em abundância no pico do Jaraguá. Ricardo H Cardim

trecho no meio do fragmento florestal na Cidade universitária da USP, onde na depressão do terreno passa um riacho ainda límpido.

Trecho de mata típico em São Paulo da região mais perto da Serra do Mar, uma floresta mais úmida e fechada e perto do litoral do que a do Jaraguá, mais parecida com a mata do interior. R.H.Cardim

Falsa-seringueira (Ficus elastica), uma figueira, plantada na Rua Maria Figueiredo perto da Av. Paulista. Quem a plantou acredito não saber que ela alcança até 4 metros de diâmetro no tronco. Originária da Ásia. Ricardo H Cardim

cerejeiras, nativas do Japão, no máximo da floração no Parque do Carmo em Itaquera. Foto da colaboradora Leda Maria Lucas

Cedro-rosa (Cedrella fissillis) com o típico crescimento em floresta – tronco reto, único, com copa somente no alto, para buscar a luz. Pq. da Cantareira. R.H.Cardim

Cedro-rosa (Cedrela fissilis) em frente ao MASP, árvore nativa da cidade de São Paulo. Ricardo H Cardim

Sapopemba. Nome indígena usado outrora para designar estas belas raízes tabulares que auxiliam na sustentação de algumas espécies. Essas daí são Chichás (Sterculia chicha) plantadas em frente ao Departamento de Botânica da USP. Ricardo Cardim

A interessante casca do pau-ferro (Caesalpinia ferrea), paulistana por adoção, já que não é nativa de nossas matas. R.H.Cardim

 

Interessante quadro de uma árvore nativa que cresceu em meio as grades do parque Trianon, na região da Av. Paulista. Ricardo H Cardim

rua na zona Oeste arborizada com jacarandá-mimoso (Jacaranda mimosaefolia) florido em setembro. Árvore usada há muito tempo na arborização urbana de SP, não é nativa como muitos pensam, sendo originária da Argentina e Bolívia.

Velho cambuci na floresta nativa dentro do Jardim Botânico em São Paulo. Foto: Ricardo Cardim

 

virola (Virola bicuhyba), árvore típica da Mata atlântica, aqui se apresenta ainda jovem, com sua copa caracterísitica, na Serra da Cantareira. Pode ser usada na arborização urbana.

 

Araucárias (Araucaria angustifollia) centenárias. Plantadas na Cantareira no final do século XIX. R.H.Cardim

271 respostas para Fotos – árvores e florestas

  1. Luciano disse:

    Falta darmos alguma importância para nossas árvores nativas.
    Trabalho em uma área de fragmento de floresta dentro da grande SP, com mais de 170 espécies nativas e se nas ruas de SP encontrar meia duzia de espécies desta flora acho que é muito. Além disso, as que plantamos recebem os maltratos de podas e calçadas mal feitas que as impedem de ter um crescimento adequado.
    Parabéns pela bela iniciativa!

  2. fabio disse:

    Gostaria de saber qual a arvore nativa de Sao paulo que é a mais tradicional

  3. São várias, mas se pudermos destacar a mais presente na Cidade em todas as épocas, seria a palmeira jerivá. Outra muito tradicional desde os indígenas seria o cambuci.

    • Cicero Batista disse:

      aê estou começando na arte do bonsai gostaria de saber se poderia ganhar uma muda dessas arvores lindas de são paulo,não tenho condições de comprar mudas,nem sementes,nem sei se a prefeitura disponibiliza mudas com no máximo 80 cm,me responda se possivel.

  4. Marcia Campos disse:

    Bom dia! Como faço para ganhar muda de palmeiras ou plantas? Gostaria de distribuir estas mudas as minhas convidadas do chá de cozinha que realizarei ano que vem! Serão umas 250 mulheres. Bairro: Jd. Eliana. (Acho que temos que preservar o verde) e esta é mais uma forma que encontrei de divulgar!! Vocês conseguem me ajudar?

  5. vilson roberto bonadio disse:

    Gostei demais deste site, justamente porque gosto demais do assunto “árvores”. Como faço para tornar-me sócio, colaborador, aprendiz…?

  6. José Luiz F. Coelho disse:

    Cirurgião-Dentista,apaixonado pelas árvores.Moro em um condominio, na zona sul da Capital,Granja Julieta,com 25.000 mts. quadrados, sendo 11.000 mts de área verde. Catalogamos, com ajuda do Herbário Municipal e Horto Florestal, quase todas espécies, faltam algumas.Nas identificadas foram colcadas placas com nome popular,cientifico, origem,se era nativa,
    e data do platio.
    . Temos ávores nativas,frutiferas e exóticas. Posso mandar fotos.Gostaria de manter contato com a Associação. Coelho

    • Gustavo Schunemann disse:

      Prezado Sr. José Luiz! agradeceríamos muito poder entrar em contato com o Sr. para que nos possa ajudar a catalogar também as quase 1500 árvores plantadas em uma área verde em bairro Jardim do sol, Barão Geraldo, Campinas. Já catalogamos cerca de 500 árvores, muitas se repetem, mas ainda faltam muitas. Estamos nos orientando apenas através dos livros Árvores Brasileiras( 3 volumes), Árvores Exóticas no Brasil e Botânica Sistemática. Porém encontramos dificuldades em achar determinadas espécies de árvores e gostaríamos de contar com sua ajuda no sentido de indicação de pessoas habilitadas ou livros a mais. Muito obrigado antecipadamente e esperamos retorno

  7. Marcelo disse:

    Amigos, gostei tanto da idéia deste blog que estou agora mesmo criando um ” Árvores de Pelotas RS”. Estou sempre fotografando árvores por aqui e me inteirando dos assuntos bons e ruins relativos a árvores, meio ambiente, etc. Agora, aproveitando a idéia de vocês, pretendo criar um blog à altura da minha cidade e tão bom quanto o de vocês. Parabéns e aceito todas as sugestões que puderem me dar…

    Obrigado
    Marcelo

  8. John disse:

    Ricardo, Juliana, Lavínia e todos os envolvidos com a Associação,

    parabens. Muito legal.

    Como sugestão para aumentar ainda mais a “amizade dos paulistanos” em relação as árvores e : listar as árvores de pequeno porte nativas da região que podem ser plantadas em pequenas áreas ou mesmo em vasos.
    Sendo uma cidade exageradamente urbanizada, com lotes de terrenos quase totalmente ou totalmente construidos, esta ação, acredito, ajudaria com os objetivos da associação (- A educação, divulgação e promoção de informações científicas, históricas e culturais sobre as árvores urbanas paulistanas, de modo a trazer uma conexão entre as árvores, a Cidade e seus habitantes.).

    Estou a disposição em ajudar no que puder,

    obrigado e um abraço,

    John.

    • Dante Tamberlini Neto disse:

      Somente hoje posso lhe informar o nome científico do Aguaí/chapéu de napoleão:Thevetia Neriifolia, Thevetia Peruviana ou Thevetia Ahouai). Tenho encontrado poucas árvores na nossa cidade de S.P. Tirei algumas fotos neste fim de semana. Se interessar diga o e-mail para anexá-las.Qto. a única publicação (livreto impresso por Gráfica Palas Athena) só possuo cópia:Aguaí Zen-para macrobióticos do autor Henrique Smith.Abraços!

    • Ricardo Cardim disse:

      valeu Dante! se puder enviar a foto da árvore para:

      arvoresdesaopaulo@gmail.com

      abraços
      Ricardo

  9. sidiane disse:

    Bom dia,gostaria de saber mais sobre a arvore do Aguai,sua semente e conhecer a folha,pois tenho em minha pripriedade mas nao consigo identifica-la.Obrigado

    • Dante Tamberlini Neto disse:

      s/Aguaí ou chapéu de napoleão: Somente hoje conheci este blog, porisso
      não sei se o que falarei já é do seu conhecimento.Quem estudou o aguai foi o pesquisador que trouxe a Macrobiótica para o Brasil, chegando inclusive a publicar um livreto (possuo cópia) onde nos satisfaz com respostas sobre o fruto(venenoso), porem suas sementes macho emitem radiação positiva e que se portadas junto ao corpo serve para repor(insignificante) nossa perda de energia.Fiquei tão interessado nessa árvore que consegui brotar as sementes fêmeas, conseguindo muitas mudas que acabo de plantá-las ao longo de uma cerca de arame farpado para depois ir podando como se fosse cerca viva.Espero que esta resposta chegue e aguardo resposta por e-mail (dtamberlini@uol.com.br).

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Dante,

      Vc sabe o nome cientifico dessa planta?

    • Dante Tamberlini Neto disse:

      Ricardo é uma honra o seu interesse. Imaginei que estaria atendendo muito tardiamente a dúvida da SIDIANE… Assim que retornar da minha chacrinha
      deverei trazer não só o nome científico, mas fotos, e inclusive cópia da
      cópia do trabalho do cientista que resgatou esta planta. Sou divulgador
      da mesma, inclusive fornecendo muda para o Parque Severo Gomes.Abraços

  10. masako haraguchi disse:

    Olá, estou feliz por ter encontrado este site. Amo as árvores em geral, a Mata Atlântica, na verdade todas, não importa a origem. Conheci nestes feriados uma enorme árvore de sombra, com copa alta, galhadas (ou ramadas….) bastante flexíveis, e folhas alongadas, de cor verde clara. Flores roxas. Deve ser um espécime raro, pois somente vi uma, enorme, ao pé de uma montanha na praia da Lagoinha em Ubatuba, e 3 exemplares dentro de um condomínio residencial, na mesma região. Ninguém sabe seu nome. Como é possível saber? Plantamos um galho em nosso jardim, para ver se “pega”.

    Existe algum livro que traga fotos e/ou desenhos de todas as árvores do mundo?
    Será que estou querendo o impossível? Se alguém souber, agradeço a informação.

    Abraços a todos,

    Ana

  11. José Carlos disse:

    Gostaria de plantar uma arvore na calçada da minha rua. A quem devo solicitar o plantio ? Qual o órgão responsável e como faço essa solicitação ?

    Obrigado

    Abraços

    José Carlos

    • Cristina disse:

      Você deve ligar no 156 da prefeitura. É de graça.

    • Erivelton disse:

      Irmão não espere por outras pessoas para fazer este plantiho, va ate um viveiro de mudas adquira uma o preço é baratinho eles ainda te orienta a espécie mais apropriada para o local escolha uma florida. chame um vizinho fure o buraco e pronto. Se voçê for esperar por algum orgão para fazer isto por vc duvido que terá uma árvore a demanda é grande um abraço. te sugiro um ipê branco abraço

  12. waltraud Cavalheri disse:

    Vejo com preocupação a venda de uma area de eucaliptos perto de casa.Mesmo sendo eucaliptos , vivem la muitos passaros. A area foi comprada pela EZE-TEC. Fizeram uma larga calçada e nosso grupo plantou 5 arvores . Plantamos aroeira salsa, jacaranda mimoso, cereja do rio grande , pitanga e araça. Na calada da noite foram arrancadas e sumiram.Nosso objetivo era ter uma pequena compensação , quando os eucaliptos seriam cortados para dar lugar aos predios.Waltraud

    • Waltraund,

      as áreas verdes particulares da Cidade estão realmente ameaçadas com esse último “boom” imobiliário…parabéns pela iniciativa, entrem em contato com a Secretaria do Verde do Município ou com a própria construtora e conversem sobre a idéia de Vocês, que só faz bem a SP.

  13. Tenho 3 árvores em minha calçada plantadas a muitos anos. Uma acabo de descobrir o nome e se trata de um Jacarandá Mimoso. Uma outra menor é um Ipê Amarelo que não se desenvolve e a outra eu busco o nome, e embora eu veja muitas dela aqui em São Paulo, não consegui encontrar no blog nenhuma foto que eu possa identifica-la. Ela tem flores alaranjadas grandes, e no interior além de criar reserva deágua, tem bolsas que acumulam em seu interior uma água doce. Os beija-flor e os periquitos sempre vem beber essa água quando há flores. Saberia me dizer o nome dela? Gostaria muito de saber o nome, para poder pesquisar e descobrir meios mante-las protegidas. Há um muro rente ao tronco do Jacarandá que foi no passado um presente vindo numa bandeja de bonsai… Tenho receio que o tronco assim tão perto do muro a danifique…

    Grata pela atenção, e parabéns pelo blog!

    • Rubem disse:

      Boa Tarde, pela sua descrição pode ser uma Espatódea.
      Nome científico: Spathodea campanulata
      Família botânica: Bignoniaceae
      Origem: África Central

      Ela tem de tons mais amarelos e mais laranjas.
      Esrepo ter ajudado.

    • Rubem disse:

      Boa Tarde, pela sua descrição pode ser uma Espatódea.
      Nome científico: Spathodea campanulata
      Família botânica: Bignoniaceae
      Origem: África Central

      Ela tem de tons mais amarelos e mais laranjas.
      Espero ter ajudado.

  14. Ricardo Cardim disse:

    Olá Shimada,

    pela sua descrição, trata-se provavelmente de uma espatódea, uma árvore originária da Africa.
    Muito obrigado pelo elogio,

    Ricardo

    • Arlete Nunes disse:

      Olá Paulo,
      Acho que encontrei alguém com grande conhecimento de plantas neste Brasil, sou do Rio, mas muitas das plantas que vi das mostradas por vc, eu conheço, tem aqui tbm, agora uma interessante, que conheço de nome desde que era menininha, minha mãe cantava uma musiquinha assim
      “lá em casa de um pé de manacá…” eu fiquei curiosa para descobri como era esse tal de manacá, agora eu tenho um no meu quintal, mas pensei que ele fosse apenas um arbusto, pois o que vc mostra é uma arvore linda, florida,
      talvez tenha muitos anos, uns cem anos por aí, considerando que os que eu vi até hoje, sempre me pareceram um arbusto, se não for apenas uma arvore de pequeníssimo porte, tem um crescimento muito lento, e deve ter uma madeira muito forte, pois o galhos são muito duros de quebrar.
      E o jacarandá que vc mostrou que coisa linda.
      Parabéns, pelo trabalho.
      Como posso conseguir sementes de cerejeiras, aquelas que vc mostrou são da mesma cereja que comemos no natal???
      Abraços
      Arlete

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Arlete,

      aquela cerejeira que mostrei dá frutos parecidos, mas é nativa, de outra família, a Myrtaceae, a mesma da goiabeira. Dá para comer, mas é quase desconhecida e não-cultivada… se fosse melhorada por fruticultores poderia ser bem conhecida!

      abraços

  15. Simmmmmmmmmmm! Obrigada! Fui na busca atrás das imagens e é ela mesma! Tão linda! Ela tem estado confusa com esse tempo, e está toda atrasada! Ela atraí muitos pássaros diferentes, e as crianças adoram pegar pelo chão as ‘bexiguinhas’! Faz anos que está aqui e quero muito preservar sua vida assim como das demais! Muito, muito obrigada! Irei correndo fazer plaquinhas a elas! Qualquer elogio por sua iniciativa e a riqueza de informações que nos transmite merecem muito mais que elogios!

    • Mônica disse:

      Boa tarde Shimada
      Meu nome é Mônica e gostaria de saber onde encontro placas para identificar as árvores. Se puder me ajudar eu agradeço. Estou em São Paulo, capital

  16. Sady Carlos disse:

    Sensacional este site! Meus Parabens! Gostaria de saber sobre a arvore que tem o nome “jambolão” ou algo assim, como posso identifica-la com outros nomes e fotos?

    • Obrigado Sady! a árvore tradicionalmente chamada assim é o Syzygium cumini, fanília Myrtaceae, frutífera originária da Ásia que pode ter seus frutos consumidos.

  17. rosi paulino disse:

    gostarai que me dissessem como se chama uma arvore em sao paulo que da umas flores rosa e branca e que estive em s paulo 4 dias e fiquei apaixonada por essa arvore so que vim embora sem saber o nome dela obrigada

  18. Cristiane Caldeira disse:

    Oi! Depois de horas na net, este site foi o que mais atendeu o que procuro: árvores típicas de SP. Estou tentando reflorestar uma chacrinha no Embu, que deveria ter mata ciliar. Entendo perfeitamente o que vc passou no reflorestamento da propriedade na Serra da Mantiqueira. De vez em quando “limpam” meu terreno. Agora só deixo carpir sob a minha supervisão. Já plantei ipês, jerivás, araçás, pitangueiras, goiabeiras, bananeiras, quaresmeiras. Agora quero ser mais eficiente,e contribuir com a restauração da mata, plantando especificamente o que está em falta, as mais ameaçadas, p/ que a natureza se encarregue de no futuro multiplicar, já que não tenho uma fazenda, mas apenas 2 mil metros quadrados… Mas como estou as margens da nova APA Embu-verde, (recém sancionada), creio que não é difícil esta futura disseminação. Se ninguém limpar, he-he-he. Vc pode me ajudar? preciso nome científico, popular, e se não for pedir muito, dica de aonde encontrar por aqui, pq só acho sites do Paraná… Abraços, Cris.

    • Pois é Cristiane, pouco se fala sobre as árvores típicas de nossa cidade. Muito legal sua iniciativa de reflorestar a área. O que recomendo é que busque sementes nas matas nativas mais próximas da sua área e faça mudas com essas plantas, montando um pequeno viveiro. De todas as espécies que citou, a única q não é adequada seria a bananeira, um gramínea nativa da Asia. Boa sorte com o trabalho!
      algumas mudas legais para aí: manacá da serra, embauba, palmito juçara, angico-branco.
      Ricardo

  19. Cristiane Caldeira disse:

    Quanto a árvore rosa e branca que a Rosi Paulino cita dia 04/02, pode tb ser paineira, pois várias estão floradas por estes dias..

  20. margareth disse:

    olá gostaria de saber de lugares que posso encontrar uma falsa serigueira adulta, precisaria de uns 4 lugares. grata margareth

    • JuÁrvore disse:

      Olá Margareth,

      Existem 2 bem expressivas no Itaim. Uma no jardim do Museu da Casa Brasileira, outra na Clodomiro Amazonas. No Ibirapuera você também encontra algumas, assim como na Av Sumaré e outras que você enxerga a copa passando pelo minhocão, na Av São João. A cidade é repleta delas… Boa sorte! Esperamos ter lhe ajudado!

    • adair ferreira disse:

      OI eu adorei as fotos das plantas!! eu passei agostar tanto de arvores
      que estou fazendo curso de paisagismo!! quero conheser pessoas que estão nessa area!!

  21. Angela Oliveira disse:

    Olá!!!

    Amo as árvores e adorei este blog!!!
    Parabéns!
    Aproveitando, como é o nome de uma árvore com lindas flores vermelhas que está em plena floração nesta época, eu as vejo na zona oeste (Vila Leopoldina, lapa, região do parque Villa Lobos).
    Abraços,

    Angela

    • JuÁrvore disse:

      Olá Angela,

      Acredito que as árvores com floração vermelha-rosada, que devem estar com poucas folhas e o tronco com “espinhos”, são as paineiras, Ceiba speciosa , muito comuns nessa região próxima ao Pq Villa Lobos, principalmente nos canteiros que vão até a ponte do Jaguaré! Elas são árvores pioneiras da nossa mata nativa… Também existem outras como ela que você pode ver a floração de pertinho quando faz caminhadas no Minhocão de domingo, quando ele está fechado! Vale a pena o passeio! Agradecemos sua visita… Tenha uma ótima semana

  22. Marcos Benites disse:

    Ricardo e participantes deste site: “Se todos fossem iguais a vocês,que maravilha Viver”.

  23. Josiane R. M Celidonio disse:

    Ola, Ricardo!
    Descobri este site na TV Aparecida, gostei muito de sua participção no programa, vai ter toda semana? Q dia? Vibrei com as suas colocações. Só não sou muito radical com as espécies exóticas, mas prefiro as nativas.
    Tb amo de+ as árvores, e estou amando o site. Formei Técnica em Paisagismo, e gostaria de sugerir a todos os amantes das árvores que procurem os livros “Árvores Brasileiras”, de Harri Lorenzi, e tem tb o de árvores exóticas, q pode ser q tenha a árvore q Masako Haraguchi viu em Ubatuba (06/01/09). A publicação é do Instituto Plantarum de Estudos da Flora Ltda. http://www.plantarum.com.br

    • JuÁrvore disse:

      Olá Josiane,

      Ficamos felizes que gostou do programa. A princípio ele não tem continuidade agendada, mas retomaremos o contato com a TV Aparecida para agendar outras pautas! Agradecemos seu contato e indicação… Relamente os livros do Lorenzi podem ajudar muito num conhecimento básico inicial!!! Estamos a sua disposição!

  24. Bom dia!!!
    Gostaria de saber se a árvore citada Pradosia lactencens (BURANHÉM) da Mata Atlântica,surge na região de São Paulo,se possível,mande informações pois tenho interesse nesta espécie.

  25. Angela Oliveira disse:

    Oi Ju!

    Acredito que não seja a paineira não, pois as flores são bem vermelhas e grandes! Posso enviar uma foto?

    Abs,

    Angela

  26. jorge denizio candido disse:

    ola Ricardo…
    moro em cascavel pr , tenho um pe de jabuticaba amarela .
    gostaria de saber se da pra fazer muda dos galhos ,pois ate agora não consegui, tenho feito so das semente , sera que tem como fazer muda dos galhos?

  27. Reginaldo Fernandes disse:

    Olá Ricardo

    Tenho uma Palmeira em palntada no meu Jardim , porem não sei qual é a espécie ( nome cientifico ) gostaria de saber como posso identifica-la para que eu possa orientar as crianças e adultos que sempre perguntam o nome .

    Obrigado e Parabens pelo incentivo

  28. Reginaldo Fernandes disse:

    Olá Ricardo

    Tenho uma Palmeira em plantada no meu Jardim , porem não sei qual é a espécie ( nome cientifico ) gostaria de saber como posso identifica-la para que eu possa orientar as crianças e adultos que sempre perguntam o nome .

    Obrigado e Parabens pelo incentivo

  29. marionguimarães luiz disse:

    Ricardo, bom dia. Você teria alguma foto de podocarpo com os frutos?Desde já muito obrigado.

    • Não teria, mas caso queira fotografar existe um carregado na frente do Centro didatico do instituto de biociencias da usp em sp.
      Ricardo

  30. José Luis de Sousa disse:

    Olá, quero parabenizá-los por esta página. Bom, eu moro no cerrado, em Goiás, quero plantar algumas arvores no passeio de minha casa, não pode ser muito grande por causa da rede elétrica, o que me indica?

  31. wagner disse:

    Gostaria de plantar uma arvore na calçada da minha rua. A quem devo solicitar o plantio ? Qual o órgão responsável e como faço essa solicitação ?

    Obrigado

    Abraços

    Wagner de Carvalho

  32. orlando ferreira junior disse:

    minha filha precisa fazer um trabalho sobre plantas da regiao de sao paulo(interlagos) gostaria de algumas dicas. obrigado

  33. adair ferreira disse:

    oi Ricardo Cardim, convido vc p/ conhecer o viveiro de plantas nativas e exoticas onde eu trabalho, Tatui, bairro enxovia do meio, sito, Casa da arvore!! aparese lá!!! grande abraço..

    • Olá Adair,

      obrigado! as mudas de vcs são bem legais, já conheci o pessoal por aí, o seu Walter…mas o viveiro ainda não, e gostaria bastante de conhecer. vamos combinar.
      abração
      Ricardo

    • adair disse:

      Olá Ricardo..desculpe a demora p/ te responder … eu tinha esquecido da mensagem..rsrsrrs mas tudo bem! então voce conhece meu patrão?! SR; Walter Doering.. ele é um ótimo proficional, e uma simpatia como pessoa! ele vai me ajudar na faculdade de GESTÃO AMBIENTAL ano que vem! eu estou muito iteresado no meio ambiente, e pretendo fazer engenharia ambiental tambem apos o curso de Gestão..até mais amigo!! e não vamos perder o contato!!! grande abraço!!!

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Adair,

      não tem problema…Que boas notícias, desejo à você muito sucesso e realizações nessa nova etapa! vamos manter contato.
      abração

  34. masako haraguchi disse:

    Olá:

    Descobri o nome da grande árvore maravilhosa, com ramadas flexíveis e flores roxas: é a Sombreira. Plantei mudas num terreno vago ao lado da minha casa em Ubatuba. Vamos ver se vinga!

    Obrigada ao Ricardo por manter esse site, único.

    Abraços a todos,

    Masako (“Ana”)

  35. Miriam Mirna Korolkovas disse:

    Ola Ricardo Cardim,
    Sou artista plastica e há 30 anos atrás venho desenhando arvores justamente para o alerta contra o adesmatamento de nossa florestas.
    Gostaria de me corresponder com voce. Pode me eniviar o seu email ouse comunicar comigo atravaes do meu email?
    Fui convidada aproferir uma palestra nos EUA sobre arvores em SPaulo. Se colaborar com este trabalho..!
    Miriam Mirna

  36. Tenho um sitio na Reserva da Juréia Itatins (litoral Sul de S.P).La plantei faz 3 anos algumas mudas que guanhei e não sei o nome . E possivel indentificar pela foto das folhas e do fruto e dizer se são comestiveis.,e como enviar essas fotos

  37. Miriam Rocha Dos Santos Maciel disse:

    Olá Boa Tarde!!!!!!!!!
    Gostei muito de Vê as fotos, e tb de lê
    todas as informações contidas…
    Estou fazendo uma pesquisa sobre
    uma árvore chamada Carvalho, e se possível
    fosse, gostaria que vocês mim ajudasse…
    nessa busca.
    Um grande abraço!!!!!!!
    Até a proxima.

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Miriam,

      obrigado! o carvalho (Quercus sp) é uma árvore que não existe nativa no Brasil, só nos países mais frios, fornece, entre suas várias espécies (tipos) madeira de qualidade usada inclusive em barris para fazer uísque, e a rolha de garrafa também vem da casca de outro “tipo” de carvalho.
      Abraços

  38. karynni disse:

    adorei as arvores

  39. guimazira rodriques duarte disse:

    gostaria de sabe sir voce doa muda de arvores,porque ande eu trabalho as crinças estao com um prejeto sobre a natuza ou meio ambiente.

  40. pedro pazetto disse:

    Olá, como vai?
    Gostaria de plantar um pau-viola perto de casa.
    Suas raízes são muito extensas.Posso plantar na calçada?

    um abraço

    • Ricardo Cardim disse:

      Suas raízes são pivotantes, ou seja, tendem a ir para o fundo da terra. Pode plantar.
      Abraços

  41. geni disse:

    preciso de nomes de árvores nativas e esoticas, estou terminando Ciências Biologicas

  42. Adair disse:

    Olá..
    Obrigado.. sim vamos manter contato! adorei este blog…
    Olha… voce acha possivel encontrar uma arvore Barbatimão ( verdadeiro)na região de Tatui, ja que o bioma é mata atlantica e serrado? eu estou precisando de uma matriz para sementeira, estamos investindo aos poucos em produção de plantas em estufa! se souber onde tem uma por favor me avise!!
    Grande abraço… até mais

  43. Maria Aparecida Castanha disse:

    Nossa, que alegria : Espero que possa me ajudar , minha história é longa más vou encurtar ; nasceu coloda ao muro de minha casa uma árvore que não consigo descubrir de onde ela veio, é muito grande ,seu tronco é liso e seus galhos só se desenvolvem bem na copa ,de flores miúdas brancas parecendo sabugueiro ,semente:duas bolinhas grudadas verdes que amaderecem e onde caem fica grudento e se molhada e esfregar faz espuma,os passarinhos gostam de ficar nela más não se alimentão do fruto. Estou muito preocupada pois percebi que sua raiz deixou tanto dentro como fora embaixo do piso ôco, e temo ter que corta-la ela é muito linda;minha casa é um sobrado e ela passou a altura dêle.Já recorri de vários orgãos para saber se tem algum problema mante-la ;sem resposta alguma, se ela cair com o vento pois não sei a profundidade da raiz, vai danificar a rêde elétrica, não sei se já o fêz com o esgoto por isso pesso que me ajude, sem mais .
    OBRIGADA MARY .

  44. Isabel disse:

    Boa noite Ricardo! Estamos com um problemão em nosso condomínio. Há mais ou menos 30 anos o condomínio ocupa umm espaço que fica ao lado do prédio, neste espaço, foi construída uma pracinha para as crianças do condomínio, nesta praça foi plantada, bem no meio da mesma, uma árvore que acreditamos ser uma FICUS exótica. Bem para encurtar, este espaço não pertence ao condomínio e sim a Prefeitura. Fomos informados, por uma empresa de construção, que eles irão abrir ali uma rua, já prevista no plano diretor da cidade. Além das crianças perderem o espaço usado diariamente por todas (+-30), eles querem retirar a árvore que é imensa e linda. Você saberia nos dizer se esta possibilidade é legal (retirada da árvore)?
    Obrigada. Isabel

    • Ricardo Cardim disse:

      Isabel,

      dificil falar sem ver. mas a Prefeitura tem que gerir a questão da árvores e espaço urbano na nossa caótica cidade. se for uma ficus benjamina, ela não é adequada para ambientes construídos e deve ser removida, outra deve ser plantada no lugar, por ex, o cambuci. porém, perder mais áreas de lazer e permeáveis para mais avenidas e ruas é um absurdo. vcs devem se mobilizar. Boa sorte!

  45. Sílvia Cristina Esteves disse:

    Por favor possível enformar a mim, qual a melhor espécie de árvore para se plantar, na zona urbana, precisamente onde passa fio elétrico? grata Sílvia

    • Ricardo Cardim disse:

      Silvia,

      vá na parte “contato” do nosso site e veja a lista de espécies de pequeno porte.
      att

  46. Patricia Giannuzzi disse:

    Olá Ricardo,

    Estava procurando na net , imagens de arvores e acabei encontrando esse site , por sinal muito legal, atituldes assim fazem e muito a diferença, recentemente me cadastrei na empresa onde trabalho como voluntária de um projeto de reflorestamento que tem uma parceria genial da IPE, agora dia 05/12 estaremos em Nazaré Paulista, estou super feliz poder fazer parte deste projeto. Neste evento estaremos tendo a oportunidade de levar pessoas da família, amigos , para participar…… acredito muito no crescimento da idéia as pessoas terão a oportunidade de não só plantar algumas espécies de árvores como também ser semeadores em chamar a atenção de outras pessoas na importância da preservação da natureza , sobre o respeito com as plantas, os animais…e por ai vai.

    Falo isso com muito muita alegria pois sei da importância da preservação do PLANETA e seus recursos NATURAIS, e que cabe a nós mudar o quadro do que infelizmente ainda presenciamos em nosso PAIS…… FICO INDIGNADA COM TANTA PREPOTÊNCIA , ARROGANCIA E PRINCIPALMENTE IGNORANCIA, indiferença ,NÓS DEPENDEMOS DE DESTE OXIGÊNIO PARA NOSSA SOBREVIVENCIA SERÁ QUE AS PESSOAS NÃO SE TOCAM DISSO?
    Será que as pessoas não pensam nas gerações futuras…. nos filhos …. nos netos …..?

    Fica ai o meu desabafo.

    Abaixo segue a meta do projeto.

    Daniel Garza (coordenador)
    Em São Paulo vamos plantar e manter uma área do tamanho de 6 campos de futebol!!
    Uma nova mini floresta que com tempo e cuidado vai providenciar grandes benefícios para nós, como por exemplo:
    Num espaço de tempo de 25 anos, ela vai retirar aproximadamente 978 toneladas de CO2 da atmosfera.
    Também vai ser refúgio de centenas de espécies de plantas e animais.
    (Tem sido encontradas mais de 2.000 diferentes espécies morando numa única árvore de floresta tropical).

    • Ricardo Cardim disse:

      Patricia, legal seu projeto. Precisamos cada vez mais de ações assim!

      abraços

  47. Tereza KAwall disse:

    Oi Ricardo,
    sou fã de árvores há muito tempo; fico feliz que vc esteja fazendo este belo trabalho por nós, pelas árvores, pelas cidades.
    Elas são um milagre , um presente para os olhos e a própria vida. Eu poderia lhe passar um e.mail, um pps sobre árvores?é alemão, se não me engano, muito lindo.
    Vc tem alguma associação, grupo que pudesse ser um encontro de pessoas interessadas pelo tema?
    Abraço,
    Tereza

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado Tereza! me passe o e-mail por favor. Ainda não temos encontros agendados, mas estamos planejando, e já coloquei seu email na lista para avisar quando tivermos.

      abraço,

      Ricardo

  48. disse:

    Parabéns pelas fotos novas! adorei!pode colocar mais.

    abs JÔ

  49. Mário Rodrigues disse:

    Olá,
    estou me mudando em breva para a Serra da Cantareira, lugar pelo qual me apaixonei! Em meu terreno há uma área de preservação obrigatória, que preservo com o maior prazer, onde há arvores que gostaria de conhecer melhor, ter ideia de sua idade e história. Onde posso encontrar ajuda para isso?

    Parabéns pelo trabalho!

    Mário Rodrigues

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado Mário,

      que privilégio morar em um lugar tão preservado! Nós oferecemos esse serviço no “Ação Árvore”, a nossa consultoria. Visite a página “plantios” do blog e a conheça. Caso queira pode ligar no 7549-4988.

      Abraços e à disposição,
      Ricardo

  50. Pena eu não ter uma camera tão boa quanto a sua, convido-o a ir ao Parque da Cantareira (Horto Florestal, Nucleo Pedra Grande e Nucleo Aguas Claras) avistei arvores maravilhosas, pena que minha pequena camera esta quebrada, mas vc vai ver com seus próprios olhos e poder fotografar exemplares Maravilhosos.

    Visite meu website e veja a Erythrina Falcata que localizei perto de casa.

    Bom Passeio e parabéns pelo seu site.

    Daniela

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Daniela,

      obrigado pela câmera tão boa…rs, a minha é uma Nikon pequena de 4.1 mp de 2003…mas até que ela faz seu trabalho bem. Visitei seu álbum no Picasa, bem interessante, vc germina várias espécies, onde fica seu viveiro? realmente é um eritrina de porte a que fotografou.
      Eu conheço o Parque da Cantareira, é uma excelente dica…veja depois as fotos de lá na página de fotos do blog.
      abs
      Ricardo

  51. luiz disse:

    Ola meu amigo tudo bem?

    Estou voltando ao seu blog e o mesmo esta ótimo parabéns.

    As árvores são um milagre da vida assim como nós seres humanos somos também, dependemos delas…

    Sou o Luiz Carlos técnico agrícola e venho expor aqui que estou tirando as duvidas de várias pessoas sobre poda e remoção de árvores.

    Essas pessoas acham meu contato aqui e tiram suas duvidas.. sou muito grato pois através de vocês posso ajudar as pessoas a tirarem suas duvidas de como proceder para tal ato….

    Abraços….

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado Luiz, bem-vindo de volta. Fique à vontade para divulgar seu trabalho com as árvores para os nossos leitores. E continuamos a trabalhar para trazer a árvore ao primeiro plano.
      Abs

  52. essas são maravilhas q deus plantou na terra

  53. Mirna disse:

    Olá!

    No bairro em que moro editamos um jornalzinho bimestral no qual costumo publicar fotos e informações sobre os passáros e as árvores que enfeitam nossas ruas. Para a edição deste mês foi fácil identificar as quaresmeiras e resedás, mas uma linda árvore com cachos de flores amarelas está me dando trabalho. Pelo que pesquisei na internet, estou achando que é uma Cassia (ou Senna) macranthera, mas não consegui uma identificação definitiva. Você poderia me ajudar e fornecer algumas características da espécie, como nome popular e porte? Estou enviando fotos pelo email.
    Obrigada e parabéns pelo trabalho!

    Mirna

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Mirna, obrigado. A sua identificação está correta, é ela mesmo. Vou fazer uma artigo sobre ela em breve.
      abs,

      Ricardo

  54. Gabriel Resende disse:

    Ola Ricardo parabéns pela inciativa de despertar o sentimento ecológico nas pessoas, e assim quem sabe ainda a tempo de recuperarmos áreas degradadas ou áreas que estejam indo para esse triste futuro.
    Curso Técnologia em gestão ambiental no interior de São Paulo, e a dificuldade de implantar um projeto ou mesmo uma idéia de melhoria para comunidade sempre esbarra em muita burocracia.
    Práticas e novas atitudes ecológicas ainda necessitam serem aceitas pelas comunidades e abraçadas como a unica solução para um futuro pouco mais equilibrado.

  55. nossa meus parabens eu gostei muito dessas arvores elas sao bastantes bonitas continuam cuidando delas desse mesmo jeitinho que estao cuidando beijoss adorei

  56. Cristiano disse:

    Tem uma arvore que eu gostaria muito de saber o nome ela está na praça da fatec na avenida tiradentes ela tem uma casca fofa parece cortiça e é bem grande tem varias dessas lá me mande um e-mail falando o nome dela e parabens pela iniciativa devemos sim dar valor para nossas arvores que tanto tem a nos dar de beneficio obrigado

  57. JULIA JACIRA ANGELOTTI disse:

    Olá! Adorei as árvores, fico procurando nos sits árvores de todas as cores, porque tenho mania de fotografar ávores,já falei que em algum tempo talvez eu tenha sido uma árvore,porque elas me fascinam, a elas faço poemas, na minha opiniâo elas transcendem a todas as criaçôes DIVINA. Tenho algumas fotos, gostaria de mandá-las se você quiser,mas como faço isso. Aguardo resposta. Tirei fotos de uma árvore que está no canteiro central da Av. lider aqui na Zona Leste, e gostaria de saber o nome é muito linda.Tenho no meu orkut um album que se chama” ARVORES MARAVILHOSAS”. um abraço da fissurada por ÁRVORE, Júlia.

  58. edemar ferreira disse:

    eu acho ótimo as cidades brasileiras rborizarem suas ruas com espécies nativas assim está garantindo a exustência da espécie,outra coisa que asd cidades brasileiras ceveriam de fazer é doarem mudas de árvores nativas umas pra outras.

  59. ursula disse:

    Gos tei de todas as fotos :mas a foto das cerejeiras é maravilhosaaaa. amei BJ.

  60. George Kalis disse:

    Oi!Gostaria de achar informacoes sobre as arvores e pricipalmente as palmeiras do sao paolo,minas gerais e do sul do Brazil,e se poder fazer contato com gente com o mesmo interese.Nao sou Brazileiro,sou da Europa..falo um poco de Portugues e amo Brazil!

  61. Celso disse:

    parabens pelas fotos, mas faltou um pulinho no Jaçanã onde cresci e vc não tem ideia do que vai encontrar na praça trem das onze.
    Boa sorte.
    Celso

    • Ricardo Cardim disse:

      Caro Celso, muito obrigado, quando passar perto vou visitar. Como trabalho, só posso responder os leitores com intervalos de alguns dias, agradeço a compreensão.

      Att.

      Ricardo

  62. ELIS REGINA disse:

    olá Ricardo Candin!
    vi umas fotos suas e fiquei curiosa pra saber o nome daquela arvore.
    da Vera Lucia Dias do parque linear sapopemba..ela e linda toda florida
    pretendo pranta em frente a minha casa vc por gentileza poderia
    passar o nome pra mim.
    aguardo anciosa e muito grata!

    • Ricardo Cardim disse:

      Elis,

      é um paineira, só cuidado pq ela precisa de bastante espaço livre
      abs

  63. Arlete Nunes disse:

    Olá Paulo, sou eu de novo.
    Eu falei, falei. Esqueci de parabenizá-lo pelo belo trabalho, com a divulgação de pantas com fotos, nomes e origens.
    Muito lindo trabalho. Gosto de plantas desde criança, sou hoje uma caçadora de plantas, não me dedico mais por falta de tempo.
    Seu blog é uma beleza tanto quanto seu trabalho.
    Arlete

  64. Adair disse:

    Olá !!
    tudo bem?
    é o seguinte, eu preciso de algumas sementes de Barbatimão (verdadeiro) é que eu não vou lembrar o cientifico agora, rsrrsrs ..
    mas se vc souber onde existe uma matrís, Por favor me avise, Eu moro em Tatuí (SP) Obrigado!!
    Abraços.

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Adair,

      essas sementes não são fáceis de conseguir por aqui. essa árvore é muito comum em beiras de cerca e corte de morros em estradas na sua região, sugiro procurá-las na época da frutificação…

      abraços
      Ricardo

  65. deroaldo disse:

    Amigos

    alguém tem foto da árvore e do fruto da buranhém, para eu ver se confere com uma aqui no sul da Bahia?

  66. Oduvaldo Rodrigues Júnior disse:

    Ricardo,em que momento podemos retirar as sementes de nossas árvores.
    Para assim poder semeá-las.

    Grato,Oduvaldo

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Oduvaldo. Sempre pereferi as que estão no chão por já estarem maduras geralmente. ao retirar da árvore vc pode estar coletando sementes verdes que não germinam.

      abs
      Ricardo

  67. Marcia Cezar disse:

    Olá Ricardo!
    Tenho muita vontade de ter uma árvore frutifera de jabuticaba em meu pequeno jardim,mas tambem tenho muito medo das raizes que possam danificar as colunas e paredes da casa,pois eu á plantaria com 2 metros de distancia entre a casa e o jardim.
    oque devo fazer?..posso fazer o plantio sem que aconteça alguma rachadura ou perda das colunas e paredes?
    obrigada pela atenção.
    Marcia.

    • Ricardo Cardim disse:

      Marcia, pode plantar. as raizes da jabuticabeira não são agressivas. att. ricardo

  68. Legal informações de espécies, muitas estão em estado de extinção. Mais a cidade de São Paulo no meio dessas árvore fica até mesmo com bons as aspectos.
    Não somente com aspectos ecológicos; mais soberano para a concientização amigável do meio ambiente social.

  69. Como eu gostaria de ver as cidades brasileiras com essas espécies de árvores floríferas nas calçadas e praças:ipê-amarelo,ipê-roxo,ipê-branco,jacarandá-cuspidifolia,corticeiras,sibipirunas,manacá-da-serra,manacá-de-cheiro e etc.
    Ricardo será que dá para planta pingos-de-ouro nas margens de um arroio,outras árvores não serão prejudicadas por ele?

    • Ricardo Cardim disse:

      olá Edemar, não plante essa espécie, ela é estrangeira, pode fazer mal a biodiversidade nativa. Plante no lugar dela pitangueiras…que tal?

      abraços

      Ricardo

  70. Adorei encontrar este site, vou recomendá-lo à outros amigos

  71. larissa ellen disse:

    eu adorei esse site agora eu vou asseça ela novamente quando eu precisa

  72. Andreza disse:

    Olá!
    Encontrei muitas informações interessantes aqui.
    Gostaria de saber se vocês sabem se existe algum curso sobre identificação de espécies da mata atlântica paulista?
    Obrigada, desde já.

  73. olá Ricardo eu fiz uma arte para um eucalípto,na forquilha dele eu plantei uma fiqueira-brava(ficus guaranitica)nele,a figueira está se desnvolvendo eu quero ver o eucalípto morrer e a figueira mostra que aqui no Brasil ele não manda e nem logrará as outras árvores nativas.Será que a figueira irá conseguir matar o eucalípto?

    • Ricardo Cardim disse:

      “guerrilha ecológica” ehehe – pode ser que sim, é uma idéia interessante.

      Ricardo

  74. Zilda Fernandes disse:

    Muito bonita essa exposição de árvores,parabéns. Morava no Rio Pequeno, Zona Oeste de São Paulo. Meus pais plantaram muitas árvores no quintal, e agora tem algumas sobreviventes, são majestosas. Moro a alguns anos em Itapecerica da Serra, onde até a uns 6 anos atrás, a mata estava preservada, pois quem veio morar aqui gosta de frio, então alguns eram alemães que preservaram bastante. Com a vinda de muitos nordestinos para a cidade, infelizmente a mata está sendo muito afetada, inclusive os macacos estão desaparecendo, juntamente com os outros animais exóticos que haviam . Preciso de ajuda para tentar salvar alguns pinheiros araucárias que ainda tem por aqui, já tentei com a prefeitura, mas inutilmente. O que devo fazer? ( Se não quiser colocar o comentário ou parte dele tudo bem.)

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Zilda,

      Vc pode experessar sua opniões livremente aqui – é um espaço para os leitores exporem sua idéias. Me envie por favor alguma foto das araucárias para colocarmos no blog e denunciarmos caso queiram destruí-las. Envie para: arvoresdesaopaulo@gmail.com

  75. Douglas Sempre disse:

    Obrigado. Por aqui descobri o nome da árvore manacá da serra.

  76. paula disse:

    OLA OLHEI AS FOTOS E VOU TE DIZER UMA COISA SUA CIDADE ESTA IGAUAL A MINHA SO TEM FOTOS DA ENTRADA E SAIDA RSRSRSRS

  77. Neivaldo disse:

    Olá, tudo bem?Sou Técnico Agrícola trabalho na area de poda e remoção de arvores na cidade de São Paulo. Quero mim interagir com a area, mais não tenho muito contato sobre cursos, palestras e eventos nesse meio. É possivel o sr. mim indicar sites e outros meios de contatos? obrigado passar bem.

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Neivaldo, tudo bem e você?

      Irei dar uma palestra no SESC em São Paulo no dia 14/02, entre em contato comigo próximo da data para lhe passar endereço e horário. recomendo tb conhecer o site da SBAU http://www.sbau.org.br – lá tem bastante gente voltada ao tema.
      att

  78. Olá Ricardo vc sabe se a bergamota monte negrina é a única espécie nativa do brasil porque eu vi essa reportagem no campo e lavoura dizendo que é a única especie citrica que é nativa do brasil.

  79. claudia kerr disse:

    Oi!!! amei as fotos, todas muito bonitas!! Pena que algumas estão disputando espaço com o cimento!!! Bem estou entrando em contato porque estou navegando e entrei no seu site para saber o nome de uma arvore, que foi plantada quando o loteamento onde minha irmã mora foi construido. Algumas ruas ainda possuem essas arvores. A maioria já passaram o machado!!! Uma pena!!! Esta arvore possui um fruto que parece cacau, mas não é comivel ! Obrigada. claudia

    • Ricardo Cardim disse:

      Claudia,

      pelo o que contou parece ser a “castanha-do-maranhão” de uma olhada no google image para ver se é isso mesmo.

      att
      Ricardo

  80. Luiz Gonzaga C Maia disse:

    Ricardo Cardim

    Estou querendo identificar uma árvore usada na arborização de uma calçada no Brooklin Velho. Como faço para te mandar umas fotos por e-mail?
    Queria identificar e procurar mudas para plantar em uma calçada em São Carlos.
    obrigado

  81. Darlene disse:

    Oi Ricardo, sou a moradora do Campo Belo, aquela da primavera ameaçada, lembra? Em meus contatos anteriores não havia visto essas maravilhosas fotos… Que trabalho lindo! Fico um pouco mais tranquila com relação ao futuro de nossa cidade, sabendo que existem pessoas e organizações empenhadas em preservar o que Deus nos deu para alegrar e manter nossas vidas e tem sido tão pouco valorizado por alguns; o mesmo se aplica aos animais que também nos foram dados, em confiança, por Deus, mas que ultimamente se transformaram para muitos em um excelente negócio. Além de não cuidarem deles, comercializam e matam. Seres humanos?????
    Dá muita tristeza ver fotos de troncos enormes virando uma grande tábua rente às suas raízes. Depois de tantos anos nos brindando com sua sombra, flores, etc., esse é o reconhecimento que recebem? Seres humanos????
    Parabéns pelo trabalho, a você e a todos que colaboram nos ajudando a conhecer mais e melhor nossas plantas e incentivando o cultivo das mesmas.
    Ricardo, apesar de não ter muito espaço de terra disponível, há mais ou menos 1 ano, ensinando meu sobrinho de 5 aninhos a plantar, colocamos alguns caroços de frutas em um vaso grande que tenho no quintal. Frutas como limão cravo, limão comum, mexerica cravo, lichia, pitanga, café, dentre outras. Dizem que temos “mão boas” pois todas germinaram e hoje estão com aprox. 30 cm. de altura. Os pés de limão e mexerica têm até espinhos. Comprei vasos maiores e tenho a intenção de replantá-los. Você acha que futuramente darão frutos? Me disseram que para isso seria preciso enxertá-las pois vêm de caroços de frutas comercializadas. O que você acha?

    Um abraço verde e florido a todos,
    Darlene

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Darlene, muito obrigado pelo apoio! Essas frutíferas realmente produzem melhor enxertadas, mas pode ser que mesmo de sementes também deem frutos… é esperar para ver e torcer!

      abraços

      Ricardo

  82. Darlene disse:

    Olá Ricardo! Ontem transplantei as mudas das frutíferas para vasos maiores; coloquei terra nova e um pouco de torta de mamona por cima. Estão bem crescidas, fortes e bonitas. Daqui a + ou – um mês vou colocar fertilizante especial para árvores frutíferas em crescimento. Conto com sua torcida para que no futuro venham dar frutos. Obrigada desde já.

  83. Darlene disse:

    Olá! Tomei a liberdade de repassar em seu e-mail (yahoo) um texto de Mario Quintana que recebi ontem, acompanhado de fotos de flores muito lindas. Vale a pena pelo conteúdo e pelo visual. Só não sei se usei os procedimentos corretos para o envio, pois ainda não tenho muita prática na internet. Espero que tenha recebido.

    Um abraço.

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Darlene, recebi sim, muito obrigado, o texto é belissimo.

      abraços

  84. bell disse:

    como esta agora o ipe roxo plantado ha dois anos na margem do Rio Tiete

    • Ricardo Cardim disse:

      esse daí penso que foi poupado das obras de ampliação das marginais… agora muitos outros desapareceram sob o asfalto!

  85. marcio colaferro disse:

    Ricardo, que viagem!!! Sou um designer de produtos, principalmente moveis mas amante apaixonado das arvores, que lindo trabalho este seu. Parabens. Bom poder ve-las na nossa cidade. Aguentando firme. Moro no Sumaré onde ha muitas sibipirunas, jacarandás mimosos cinquentenarios… da pena ver o despreparo do pessoal da prefeitura ou eletropaulo não sei, que priorizam os fios à elas. Mesmo assim, mutiladas, continuam majestosas. Obrigado pela viagem.

  86. Jeane disse:

    Ricardo, foi uma feliz descoberta a visita ao seu blog…. Estou tão motivada que as “caminhadas” já estão menos monótonas, tenho desafio de identificar e apreciar a árvores de nossa região, sobretudo d zona oeste.
    Eu gostaria de compartilhar algumas fotos (bem amadoras), mas, não consigo encontrar as instruções suas quanto a tamanho do arquivo, em Mb.
    Vc pode nos atender?
    Grata….Parabéns pelo seu trabalho….. / Jeane

  87. marcella disse:

    bonito

  88. lUIZ CARLOS disse:

    desejo plantar manacá da serra, ou manaca de cheiro
    em são paulo. posso plantar na calçada da rua?
    será que pode me fornesçer contato de vendedores em são paulo/ fico grato abraços e parabens

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado Luis, pode plantar sem problemas. Para a calçada recomendo o manacá da serra que é árvore e melhora o clima da cidade. O de cheiro como arbusto fica melhor acompanhando a árvore. Para comprar recomendo o CEASA e a natus verde em SP.
      abs

  89. Jeane disse:

    Hoje, 03 de maio, quando se celebra o dia do Pau-brasil, árvore símbolo nacional,
    Nossos parabéns àqueles que seguem restaurando e protegendo nossas árvores. Parabéns aos amigos das árvores, Parabéns Ricardo.
    Abs
    Jeane

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Jeane, muito obrigado!! Bom lembrar de data tão significativa.
      Abrs
      Ricardo

  90. Fabiano Cordeiro disse:

    Parabéns a todos que contribuem de alguma forma com meio ambiente, seja plantando uma árvore em uma praça próxima a sua casa, ou seja, de alguma outra forma… (Se não plantar não ajude a destruir, separe os seus lixos, orgânicos, recicláveis etc.)…

    Orientem seus filhos, façam com que eles crescem com amor à natureza…

    Um melhor meio ambiente a todos…

    Fabiano cordeiro> São Paulo-Sp-

  91. Miguel A rcanjelo disse:

    Planto arvores aqui em Penápolis , muitas vezes em app e rezervas legal, porem tenho tido muita dificuldades com as formigas, gostaria de saber sobre algumas especies de árvores nativas do estado de São Paulo menos atraentes á mesmas. Miguel A Alves Penápolis SP

    • Ricardo Cardim disse:

      elas são mesmo um problema sério! uma boa iniciativa é deixar o mato em volta crescer para distrai-las das mudas, que ficam só com uma pequena coroa em volta…

  92. Miguel A rcanjelo disse:

    Ricardo você é o ¨cara,¨nesta dificil tarefa na proteção da natureza , parabens . você esta certíssimo; o novo códico florestal, que querem aprovar é um desastre para a nossa flora e fauna

  93. José Lenes Sousa Santos disse:

    Ops! Mais uma:
    Cardim ; saudações!
    Pesquisei os frutos e folhas de três espécies de ficus nativas do Brasil, com o propósito da alimentação da avifauna, sendo as Fícus doliaria, Fícus clusiifolia e Ficus organensis; e quanto a insípida e adhatodifolia, há muita semelhança entre as cinco ou algumas delas são a mesma espécie?

  94. Erick Teodoro disse:

    Gostaria de saber quais arvores eu poderia plantar para recuperaçao de mata ciliar. Quais variedades eu uso ?

    • Ricardo Cardim disse:

      recomendo usar as espécies que ocorrem naturalmente nas matas nativas mais próximas ao futuro reflorestamento. O CATI, SMA e DPRN podem lhe orientar.

  95. Carlos Nunes Cordeiro disse:

    Parabéns Ricardo pela iniciativa. Moro em Conceição da Barra, ES e tenho dedicado um tempo para arborizar o entorno donde moro. É sempre confortante encontrar pessoas com atitudes “verdes”.

  96. marcia disse:

    Gostaria de saber quais espécies de árvores posso plantar em meu condomínio no bairro do Jabaquara. Necessito de indicação de espécies de tamanho médio ou pequeno e adoraria que fossem frutíferas para os pássaros, que existem em grande quantidade onde moro. Obrigada e parabéns pelo belíssimo trabalho.

    Marcia

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Marcia, obrigado!

      Recomendo o cambuci e o araça, que se adequam ao que pediu e ainda são nativas.

      abs

  97. Julianderson Smake disse:

    muito bom msm…
    adorei conhecer novas especies de árvores, tb as fotos interessantes como a árvore nativa no Trianon…
    continuem assim!
    paz

  98. antonio lopes ribeiro disse:

    seu trabalho é o de um incansável guerreiro, que vendo o mundo por outro ângulo,ainda luta ,e quase sózinho ,pelo equilibrio, que tanto precisamos para mantermos vivos e saudáveis. -parabéns. .

    • antonio lopes ribeiro disse:

      obrigado, também. e, continue na sua missão, muito louvável.

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Antônio, muito obrigado pela força!!

      abraços

  99. simone disse:

    Oi Ricardo. moro em Itaquera e gostaria de plantar na calcada uma arvore, ou outra planta para deixar a rua mais bonita . unica dica que eu preciso é que seja de porte pequeno ou médio, pois as calçadas são estreitissimas .
    o espaço é pouco… obrigada

    • Ricardo Cardim disse:

      Simone, recomendo o araçá ou cambuci, ideais para essa situação e meio ambiente urbano de SP.

      att

  100. Luis disse:

    Efetuei plantio de 266 mudas de árvores nativas no entorno do Shopping Anália Franco (calçada e canteiro), dentre as quais: pau brasil, mirindiba, peroba rosa, ipê amarelo, branco, roxo bola, embirussú, sibipiruna, etc…, mudas com porte de 4 a 6 ms de altura, com DAP 5. Espero que dentre 1 ano todas estejam florindo. Tambem plantei 88 na Av. João XXIII, na calçada do cemitério da Vila Formosa, incluindo jaboticabeira, pau ferro, louro pardo, etc…, mudas de mesmo tamanho e DAP.

  101. neko soares disse:

    Gostei muito. Parabens!!!!
    Participo e trabalho em minha escola o projeto verde é vida.
    nekossoares@bol.com.br

  102. Rubeny Brígida Albado disse:

    Fantástico! uma pena que os maus cidadãos não procura um site dessa natureza, para que possa fazer uma verdadeira reflexão, e venha mudar sua postura diante da arborização de sua cidade.
    Breve, estarei disponibilizando ” um levantamento do patrimônio árboreo de Imperatriz-MA”. Com intuíto de despertar os cidadãoes para a verdadeira Importância da arborização Urbana.

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado Rubeny! Boa sorte com sua importante iniciativa

      abs

  103. Adair Carlos disse:

    Olá !
    Procuro uma matriz de Jequitibá rosa p/ a coleta de sementes, que souber de uma, por favor entrar em contato no e-mail adair.tatui@hotmail.com ..

    obrigado abraço a todos .

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Adair,

      Tem um belo exemplar em frente ao shopping higienópolis.

      abs

  104. Lourdes A L Ferreira disse:

    Olá Ricardo!
    Belo trabalho de mostrar as árvores que estão na cidade.
    Magníficas companheiras, que muitas vezes nem notamos a presença.
    Estão somente a espera de nossa observação para nos mostrar sua beleza.
    Beleza essa que enche os olhos e a alma, não é mesmo?
    A respeito da paineiras:Inicei em 2009 um trabalho de coleta dos frutos, secagem e utilização das painas.
    É trabalhoso, mas muito recompensador: os travesseiros são deliciosamente macios e relaxantes.
    A princípio colhia os frutos aqui em São Paulo mesmo, mas agora o faço no interior de Minas Gerais…é mais seguro.
    Parabéns novamente por seu trabalho!
    Abraço!
    Lourdes A L Ferreira

  105. JOÃO PEDRO disse:

    OLÁ GOSTEI MUITO DO SITE E GOSTARIA DE UMA OPINIÃO SUA,TENHO 15 ANOS E TENHO MUITO INTERESSE EM PLANTAS,SERÁ QUE EU DEVO FAZER UM CURSO DE MEIO AMBIENTE PRA APRIMORAR MEUS CONHECIMENTOS??
    OUTRA DÚVIDA É QUE EU TENHO UM QUINTAL COM UNS 50 M QUADRADOS EM MINHA CASA EM GUAXUPÉ DO LADO DO ESTADO DE SÃO PAULO E NASCEU AQUI NO MEU QUINTAL UMAS 40 MUDAS DE MACAÚBA.O QUE DEVO FAZER COM ESTAS MUDAS??POSSO DEIXAR?(MEU QUINTAL PARECE UMA FLORESTA NÃO TEM NEM JEITO DE ANDAR)MINHA MÃE E MEU PAI DEIXA EU PLANTAR NO QUINTAL E NO PASSEIO,MAIS NO PASSEIO EU NÃO SEI QUE PLANTAR(ÁRVORE,PALMEIRA OU ALGUM TIPO DE FLOR)EU QUERIA UMA ESPÉCIE QUE NÃO FICASSE MUITO GRANDE E QUE NÃO FISESE MUITA SUJEIRA,EU PENSEI EM PLANTAR UMA ROSEIRA SEM ESPINHOS,UMA PALMEIRA JUSSARA(JÁ QUE NO SITIO AQUI DO LADO DE CASA TEM MUITAS E MUITAS PALMEIRAS DESSA E NO MEU QUINTAL TAMBÉM TEM MUITAS MUDAS DESSA QUE OS PASSARINHOS TRAZEM AS SEMENTES) E UMA ARVOREZINHA QUE NÃO SEI O NOME QUE FICA COM UNS 3 M E DA UNS FRUTOS QUE SE PARRE SE COM CAFÉ,SERÁ QUE ALGUMA DESSAS DAE QUEBRA O CIMENTO DA CALÇADA,POIS MEU PAI ME DEIXOU QUEBRAR 3 BURACOS COM 1 M QUADRADO CADA.
    E UMA OUTRA DÚVIDA,COMO MEU QUINTAL NASCE MUITAS PALMEIRAS VEM COM AS PALMEIRAS OS MANDRUVÁS E LAGARTAS QUE COMEM TODAS AS FOLHAS E MINHA MÃE MORRE DE MEDO E JÁ ME FALOU QUE SE NESSE ANO DER MAIS LAGARTAS ELA VAI MANDAR CORTAR TUDO E POR CIMENTO NA TERRA.SERÁ QUE TEM COMO EU ACABAR COM OS MANDRUVÁS,JÁ QUE NÃO TEM COMO EU PEGA-LOS POIS TEM PALMEIRAS AQUI COM MAIS DE 15 M???
    OBRIGADO.
    AGUARDO RESPOSTA!!!

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado João Pedro!

      Uma boa é comprar livros sobre o tema, como os da editora plantarum, instuto florestal de sp, jardim botânico de sp. que são vendidos pela internet. Deixa parte das macaúbas no quintal… quanto as lagartas tem que pedir para sua mãe ter paciência, pois alguns anos elas aparecem mesmo e o controle não é fácil. Para plantar na calçada recomendo árvores, como o jacarandá paulista, pau-viola, ipe roxo, amarelo… são de raizes profundas e resistentes.

      Ricardo

  106. Honorato Coelho Saraiva disse:

    Ricardo
    Minha filha, Danielle Correa Saraiva, participou do VI Concurso e pediu que eu verificasse:
    Onde consigo ter a lista dos premiados. Vai haver uma exposição de todas fotos enviadas? Caso positivo, me informe o local.
    Parabéns pela sua iniciativa, assim o paulistano começar a reparar nas (poucas) árvores que temos na cidade.
    abç
    Honorato

    • Ricardo Cardim disse:

      Olá Honorato, obrigado! Tb estou participando, mas não soube se já saiu os resultados, e a exposição acontece com os finalistas em lugares como o SESC.

      abraços

  107. Achei lindo eses pé de alvoré muito bonita a natureza adoro !!!!!

    • Honorato Coelho Saraiva disse:

      Luiz Santos,
      desculpe, o seu comentário é a respeito da minha foto?
      Caso, positivo, gostaria de saber onde ela está sendo publicada.
      O que estou vendo são apenas as fotos do Ricardo Cardim, que inclusive pensei que fosse o coordenador do concurso.

      abç
      Honorato e Danielle

  108. Parabéns!!!! Pela iniciativa.

  109. maria aparecida de oliveira disse:

    amei o blog,gostaria de saber se posso mandar algumas fotos com plantas de sao paulo,cidade que eu amo e tenho visto coisas interessantes na natureza.

  110. Augusto disse:

    Ricardo,
    Hoje estava no parque Trianon em busca de sementes para fazer algumas mudas e havia várias sementes no chão que gostaría de saber qual a espécie pertence?
    Elas são grandes, do tamanho de uma noz, cheia de espinhos e unidas a uma folha que parece camurça. Nunca tinha visto igual! Vc conhece?
    Desde já, agradeço.

    • Augusto disse:

      Ricardo,
      Acabei de descubrir, a semente que estava procurando saber o nome é de Araribá, e na verdade acho que nem é semente e sim o fruto, como faço para plantar?

    • Ricardo Cardim disse:

      Augusto,

      retire a “asa” e deixe só o fruto enterrado, a chance de germinar é grande.

  111. ROSA PRISTA disse:

    maravilhoso!!!!!!!!!!!!!!!Se o Brasil desse o devido valor a nossa riqueza….Parabéns ao criador do site. Estou usando estas imagens para trabalhar com as crianças de uma escola publica que coordeno……

    • Ricardo Cardim disse:

      Muito obrigado Rosa!!! Fico feliz que o trabalho esteja ajudado nossas crianças!

      abraços

  112. Marcos disse:

    olá!!quero diser que é muito lindo esse trabalho seu…o que mais gosto é ver fotos e imagens de arvores e vegetações da natureza…eu tenho bastante contactos com matas,florestas…algumas espécies eu conheço…muito pouco!,mas o que eu mais gostaria é de conhecer mais espécies pelo nome delas,saber distinguir uma das outras…então eu qeria pedir um importante favor se for possivel pra vc…se em cada foto dessas arvores,vc colocasse outra do mesmo lado com a imagen bem de perto de um galho,para visualisar bem as folhas…e daí com certeza vc vai estar ajudando a todos nós a aprender a distinguir as espécies uma das outras……muito obrigado… valeu..

  113. Mônica disse:

    Ricardo Cardim
    Estou procurando placas para identificar árvores e só encontro plaquinhas de horta, se puder me orientar, agradeço. Sou de São Paulo, capital. Obrigada e parabéns

  114. Eriki disse:

    Olá,bom dia Ricardo,gostaria de te dizer que Ipês roxos nativos da minha cidade foram plantadas há anos(acho que 4),e desde que passo por lá elas estão do mesmo tamanho(2 metros),isso é ocasionado por plantio feito de forma incorreta?Ou será que o solo naquele ponto está com algum problema.Obrigado.Parabéns pelo Blog.

    • Ricardo Cardim disse:

      Eriki, obrigado por suas considerações. Pode ser o solo mesmo.

      abraços

  115. Eriki disse:

    Bom dia,quero comentar aqui no blog que no interior a defesa do meio ambiente infelismente não está muito no foco das pessoas,é muito triste ver que as pessoas acham bobagem te ver plantados árvores pela cidade e pelas fundos de vale e cuidando de remanecentes de vegetação natural,mas ver aquela muda crescendo,ver animais comendo seus frutos e a utilizando como nova casa me da forças para continuar e espero que um dia as pessoas que acharam bobagem fazer esse tipo de coisa entendam que isso não é bodagem e sim respeito pelo planeta que é minha casa.Mais uma vez parabéns pelas ações e atividades da associação.

  116. Claudia disse:

    Olá!

    Moro em Campos dos Goytacazes, RJ. Solicitei a prefeitura uma muda para colocar na frente da minha casa, cuja calçada tem aproximadamente 1 metro e com fiação baixa.
    Sem que eu estivesse em casa plantaram uma muda de aroeira. Não sei o que fazer, cuidei da muda para que crescesse, mas ouço diferentes opiniões sobre a aroeira para calçadas. Não sei o que fazer. Gostaria de uma árvore frondosa e simpatizo com a aroeira por ser nativa, mas tenho medo que ela seja inadequada e traga transtornos depois. O que faço????

    • Ricardo Cardim disse:

      Claudia,

      fique tranquila, a aroeira é ótima para esse fim.

      abs

  117. João Roxo disse:

    Uma Grande parte da arborização do estacionamento do Aeroporto de Guarulhos é feita com a Araruva, ou Araribá Rajado. Existem duas variedades. As do Parque Trianon são menores, as do Aeroporto são maiores.

  118. RENEIDE SANTOS disse:

    Gostaria de dizer que as fotos são muito legais ,e algo bom faz bem ver belas paisagens e tambem conhecer as historias das arvores .

  119. Mauricio disse:

    Amo as arvores e estou procurando uma foto de uma sapopemba para inspiraçao de uma futura tatuagem.

    A que encontrei aqui ainda não e o ideal.

    Se puder me enviar, agradeço.

    rossimsr@gmail.com

  120. BETH BERNAL disse:

    MORO NA PRAIA GRANDE A 5 MESES. tENHO EM FRENTE DE MINHA CASA E COQUEIROS DE UNS 5 METROS, POREM SEUS FRUTOS SÃO PEQUENOS, COM POUCA AGUA E SEM GOSTO. AGORA OS COQUEIROS ESTÃO CHEIOS DE FORMIGAS NA PARTE SUA COPA E TAMBEM UMAS LAGARTAS ENORMES BRANCAS QUE FAZEM BURACOS EM SEU TRONCO. SUAS FOLHAS ESTÃO CAINDO FACILMENTE E ESTÁ NASCENDO FRUTOS MAS NÃO SE DESENVOLVEM MORREM BEM PEQUENOS. ADUBO COM TORTA DE MAMONA- 10-10-10, E TANTAS OUTRA COISAS MAS NÃO RESOLVE.
    O QUE FAZER? GRATA
    ELIZABETH

  121. Marcos disse:

    Olá, Ricardo. Parabéns pelo blog, estou me deliciando com as fotos e os comentários de todos que ajudam e muito no aprendizado da vida das plantas.
    Moro na Granja Viana e tenho em casa algumas plantas, não muitas por causa do espaço, e gostaria de pedir uma ajuda: o Manacá que tenho tem aproximadamente 1,80 m e neste ano já floriu no inverno ficando liiinndddooooo com suas flores brancas e azuis! Acontece que desde o começo de dezembro/2011 suas folhas tem adquirido uma cor mais clara como se estivesse morrendo. É normal isso ou está precisando de algum tipo de manutenção? Se ajudar posso postar uma foto dele.

  122. julio disse:

    fiz uma casa de campo em um lugar que venta muito. Gostaria de fazer um quebra vento de arvores. Alguem pode ajudar?

  123. Laís disse:

    Olá, faço estágio em um parque e gostaria de saber o nome de uma árvore que tem o fruto parecido com uma folha que parece camurça.Posso te mandar as fotos por e-mail?

  124. mario sergio disse:

    Leigo no assunto quero identificar as árvores no meu bairro, tivemos a iniciativa de recolher semanalmente o lixo jogado pelos transeuntes e ate resto da feira. Então a depredação reduziu-se, marcajujá, abacate e outras nao foram agredidas.
    Observamos a queda da depredação e vandalismo entao a identificação como incentivo ao plantio de árvores no bairro e na cidade. Gostaria de um site com fotos para que eu possa identifica-las ok? parabéns pela iniciativa.
    meu e mail msergio05@hotmail.com

  125. jose guilherme disse:

    Ricardo, parabéns pelo projeto urbano em catalogar uma pequena parte das arvores de São Paulo. Gostaria de ver tb neste site uma apresentação da Importância de plantar Arvores na cidade. Se vc conhece algum site em power point sobre este tema, aguardo ansiosamente pelo retorno. Grato!!! Prof. Jose Guilherme

  126. Graciema Celma Almeida Alves disse:

    Temos uma arvore que dá flores como hibísco, pela manhã são brancas, à medida que o sol esquenta elas vão ficando rosadas, chegando a ficarem rosa choque. Gotaria de saber o nome científica e o comum.Trouxemos esta muda de São Pedro -SP. Desde já agradeço.

  127. Ivanise Mantovani disse:

    Nem sei dizer o porquê de amar tanto as árvores. Sinto-as amigas. O ramalhar delas envoltas nas brisas ou nos ventos fortes, falam. Não consigo me calar quando vejo-as lindas nos parques, jardins ou memos nas paisagens bucólicas. Quero e, se posso, me aproximo para abraçá-las e sussurro como se elas me ouvissem e,incrível, sinto que elas me transmitem seu amor. Nunca aprendi denominá-las mas aprendi muito vendo e lendo sobre elas.

  128. al disse:

    Bom dia, ricardo!
    vc já viu uma Erytrinia Verna em são paulo?

  129. Wesley Alves Messias disse:

    Olá Ricardo, tudo bom?

    Parabéns pelo site viu! Tô lendo tudo quanto é assunto e já aprendi muito aqui. Faço plantio de árvores nativas na cidade de São Paulo e tento plantar de acordo com a mata original do local, por exemplo, plantei mulungus no leito de um córrego e uma araucária no alto de um bairro, mas não tenho certeza se estou fazendo do jeito certo.

    Gostaria de saber onde consigo um mapa da vegetação original do município de São Paulo mostrando aonde existia cerradões, araucárias, matas densas, capoeiras, matas ciliares e assim por diante. Se você puder me ajudar ficarei muito agradecido!

    Parabéns mais uma vez! Seu trabalho é de extrema importância pra todos, inclusive para meu filho que nascerá provavelmente em 2022 rsrsrs

  130. marcio disse:

    ola ricardo. no canteiro central da av. pacaembu e também um trecho da rebouças há um belo e antigo conjunto de arvores. são ficus? qual exatamente a espécie? grato

  131. warner abreu vanderlei disse:

    Gostei, e bom encontrar defensores das arvores.
    A muita hipocrisia, pessoas que reclamam delas, porem abrigados em sua sombra
    Desde criança eu planto na minha cidade principalmente, e por ai quando viajo. Ja estou com 55 anos, e esta cada vez mais dificil o desenvolvimento das arvores, sempre vandalizadas e destruidas.
    A televisão calhorda como sempre fica criminalisando as probresinhas, que são vilipendiadas por homens e principalmente pelo poder publico inabil em suas podas insanas. Cada um com uma desculpa exdruxula e vao removendo tudo que podem, e no lugar mais e mais automoveis que ocupam as calçadas e não incomodam. Arvores sinonimo de vida, morta pela burrice humana.

  132. leandro almeida da r osa disse:

    muito lindas esta cidade

  133. Guilherme Frederico disse:

    As arvores são poemas que a Terra oferece ao Céu, lindas, magestosas e ao mesmo tempo frágeis assim como os animais. As prefeituras de nossas cidades simplesmente mutilam com podas e mais podas essas “lindezas” da Natureza tornando-as bizarras. Candidato a cargo público nesse país deveria ter uma plataforma voltada para proteção da flora/fauna.

  134. juliana staudt disse:

    Ricardo Cardim, fiquei feliz em saber que em São Paulo também existem muitas pessoas que cuidam e gostam da natureza. Aqui em Porto Alegre, minha cidade natal, faço o que posso para que arvoredo existem continue firme e forte, claro que não em toda a cidade, seria impossível para apenas uma pessoa, mas quando ando por ela e vejo alguma irregularidade comunico a SMAM, Secretária do Meio Ambiente, que na maioria das vezes toma providências. Talvez nunca mais participe desta página, mas aqui fica o meu obrigada em nome de minhas netas. Tens muito trabalho pela frente. Abração

  135. Luis Carlos Sabino disse:

    Gosto muito do assunto que se refere a vegetação nativa, na realidade adoraria poder fazert um trabalho no plantio e manutenção de espécies, so nao sei como consigo.

  136. Alejandra Arenas disse:

    Ricardo,
    Bom dia
    Acompanho, de vez em quando, teus comentários, sobre as árvores de SP na estação de radio Estadão. Todos muito interessantes. Hoje você falou de uma orquídea, no jardim da USP, não encontrei a foto que você indicou. Em casa mantenho minha pequena mata atlântica, com árvores grandes, neles tenho orquídeas e me interessei pela orquídea falada em tua intervenção no programa de radio. Como saber onde encontra-la? Existem mudas? Meu quintal é pequeno, mas nele tento manter plantas que sofrem por aí sem cuidados.
    Abraços para você e obrigada pelas informações do radio.
    Alejandra Arenas

    • Alejandra, infelizmente essa orquidea não tem mudas e está quase extinta na cidade, mas obrigado pela participação ! abraços!

  137. fatima dantas disse:

    amei vizitar este site,tem uma arvore de nome( virola), a foto ñ deu p/ ver se é a que estou imaginando, tenho um sitio na serra do mar e planto arvores,tendo identificar, e cuido c/amor.

  138. fatima dantas disse:

    no sitio que tenho na serra do amar,existe alguns pés de cambuci,nunca vi um fruto no pé,Já outros que plantei e em lugares abertos, me deu esta alegria,se cambuci é arvore nativa deste lugar qual é mistério?

  139. kiyoko gusi disse:

    Parabéns pelas fotos e mais ainda pelas ótimas observações.

  140. Lucca Brazzi disse:

    Boa noite , gostaria de saber se a vegetação da cidade de São Paulo seria a mesma de Mogi das Cruzes? Porque sempre tive interesse em plantas, principalmente em árvores nativas da minha região (capital) . Como eu moro em apartamento , aqui não tem condições de criar uma árvores até a fase adulta, pelo menos criaria ela até ficar forte o suficiente para aguentareis um ventaval

    • Lucca Brazzi disse:

      Bom dia Ricardo,
      Gostaria de saber, se a vegetação da minha região (capital) é a mesma de Mogi das Cruzes? Pq meus avós tem um sitio la, e apesar de eu ter somente 14 anos, sempre tive interesse em árvores, principalmente as nativas; mas voltando ao assunto, esse meu sitio contem uma area ,na qual, nós pretendemos plantar mudas q estejam em perigo de extinçao . Aqui no apartamento em q eu moro eu crio algumas mudas de árvores até q elas estejam fortes o suficiente, para serem plantadas em uma grande area como a do sitio
      E estou aqui disposto a ajudar a salvar as nossas arvores .
      obrigado

    • Sim, Lucca, é praticamente a mesma. Abs

  141. Ola keridos tenho uma mangueira ela é mutio linda, mas as vezes ela fica com as frutas dela muito amarelas e ruins de pega, nela quando agente pega ela começa a quebra , o que eu tenho medo é dela cai pq toda vez que chovem ela começa a balança muito forte… ;D

  142. Adair Carlos disse:

    Olá Ricardo ..
    estamos começando a movimentar um setor de produção de mudas nativas aqui na região de Tapiraí – SP, cujo a o clima da região favorece o cultivo de Manacá, Erythrinas diversas, Ingás entre outros, em DAP 3 entre as outras especies que pretendemos produzir em variedades temos o objetivo de comercializa-las com 50-cm em estufas e substrato sem contato o clima frio da região, já que são especie de região quente e intermediarias.
    Mas o motivo do meu contato é que nós gostaríamos de atender a Prefeitura ou reflorestamento e até o mercado privado seguindo uma lista de especies e tamanhos mais procurados e que não esteja a disposição desses mercados citados, assim teremos a certeza de investir nosso tempo e capital em especies vendáveis aumentando sempre a qualidade rumo a excelência.

    Se possível me mande uma lista no e-mail adair.tatui@hotmail.com

    grato

    Adair Carlos

  143. Adair Carlos disse:

    Olá Ricardo.. gostaria de saber como vai a procura por Manacá da Serra (Tibouchina mutablis)
    estou sabendo que ultimamente o pessoal que procura não esta encontrando, trabalho com produção e cultivo de mudas nativas, e temos uma lista de especies que são prioridades entre elas esta o Manacá, já temos uma boa quantidade em DAP 1 a 3 (diâmetro a altura do peito) todos a pronta entrega em Potes de 14 e 18 lts..
    qualquer coisa é só entrar em contato no email.. adair.tatui@hotmail.com ou no Tel: (11)9540-0287
    grato

    Adair Carlos

  144. rayssa disse:

    eu aei são lindas
    bjs!

  145. rodrigo correia da silva disse:

    muito bonito o seu trabalho, resgatando a biodiversidade paulistana e incentivando a arborização urbana, o lema é (plantar, proteger e conviver) !

  146. cida rocha disse:

    oi quro parabenizar pelo belo trabalho.gostaria de saber se existe este projeto na bahia e aem qual regiao.desde já o meu muito obrigado.

  147. OS EVANGELISTA DE CRISTO disse:

    RICARDO CARDIM BOA NOITE !
    QUERO PARABENIZAR PELO TEU TRABALHO DE INFORMAÇÕES AOS INTERNAUTAS CONTINUA ASSIM POIS PRECISAMOS DE PESSOAS ASSIM COMO VOCÊ.

  148. zaia brandão disse:

    Gostei muito do site. Eu adoro árvores! Criei uma “tradição” em minha família: “planto as pessoas queridas” como uma forma de perpetuar a vida delas perto de nós. É assim que no jardim de minha casa tenho Ipê, Jacarandá, Coqueiro, Acácia dourada, e muitas outras lindas árvores. Meu marido morreu no ano passado e fiz uma cerimônia do plantio do jequitibá em meu condomínio, muda oferecida por minhas colegas professoras da PUC-Rio. Depois de plnatar o jequitibá foi servido um espumante para cerca de 40 amigos que compareceram numa grande confraternização. Hoje tireo uma foto de uma linda árvore que floresce uma vez por ano na Estrada de Jacarepaguá onde moro e gostaria que v. me ajudasse a identificar. Nunca vi uma igual. Está em um terreno sem residência.

  149. Monika Fodor disse:

    Ricardo e Amigos,
    amei este site. Sou maluca por plantas. Árvores nem se fala…Voltei para a escola para estudar Biologia na CEDERJ e estou no 5o. período. Vou trabalhar com plantas quando me aposentar. Estava à procura de fotos de Jacarandá mimoso paar enviar à diretora global da empresa na qual trabalho. Ela esteve em SP esta semana e me descreveu a árvore. Só pode ser esta. Muito obrigada pelo espaço com fotos maravilhosas e espero que continue este trabalho. Moro em Itatiaia, na rua que vai para ao Parque Nacional ou seja, moro no paraíso. Tenho muitas orquídeas e umacervo fotográfico gigantesco sobre as minhas plantas. Se precisar de algo aqui da região é só me escrever.
    Grande abraço, Monika Fodor

  150. Nieves Rey disse:

    Olá,
    seu site é maravilhoso! Parabéns pelas informaçóes prestadas.
    Nieves Rey

  151. Prezados
    Solicitamos a todos que ajudem a divulgar o Vestibular da FATEC Capão Bonito, curso de tecnologia em Silvicultura (cuidado e plantio de florestas) e tecnologia em Agroindústria.
    Inscrições até as 15 horas do dia 09/11. pelo sitehttp://www.vestibularfatec.com.br
    Informações: (15) 3542-2654 – http://www.fateccb.edu.br
    Atenciosamente

  152. Vanessa Slongo disse:

    Olá, Ricardo, boa tarde. Parabéns pelo seu trabalho!
    Gostaria de saber qual a melhor forma de colocarmos a identificação da espécie de árvore sem que isso possa prejudicá-la nem agredir o meio-ambiente.
    Obrigada!
    Att,
    Vanessa S.

  153. nelson disse:

    Oi Ricardo, tambem sou um apaixonado por arvores e tenho duas duvidas:, a primeira e que no metro dom pedro no centro de sao paulo tem 3 arvores em frente a estacao parecidas com chapeu do sol, porem deve ser outra especie, qual o nome dessa especie? peguei sementes do seu fruto mas ele parece nao germinar; a do chapeu fiz cinco mudas e ja plantei. A segunda pergunta e a seguinte: qual curso de nivel superior poderia fazer para pesquisa de especies arboreas e tratamento das doentes? Muito obrigado e parabens pelo seu trabalho.

  154. valmid disse:

    Oi! Que lugar é esse no Bairro de Granja Julieta?
    Queria saber onde fica.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s