Árvores frutíferas na calçadas – cidades mais humanas e biodiversas

cereja brasileira em rua no Bairro da Chácara Santo Antônio - Zona Sul.

cereja brasileira em rua no Bairro da Chácara Santo Antônio – Zona Sul.

A natureza brasileira foi abençoada com uma enorme diversidade de árvores produtoras de frutos comestíveis. Sabores como grumixama, cambuci, araçá, uvaia e muitas outras são comuns em nossas matas e campos, mas raramente plantadas nas áreas públicas das cidades como calçadas e praças.

A questão é principalmente cultural. As frutíferas nativas citadas acima apresentam frutos pequenos que não atrapalham a infra estrutura urbana e são capazes de aumentar a biodiversidade com a atração de pássaros e outros animais de ambientes naturais, que ajudam a reequilibrar o meio ambiente urbano através do controle de pragas e o plantio de novas árvores trazidas de suas refeições nas matas. Muitas embaúbas e outras árvores da Mata Atlântica na metrópole paulistana surgiram das fezes de aves e morcegos que moram nas florestas e visitam a cidade para complementar seu “cardápio”.

Outro aspecto importante é a humanização das cidades. Árvores frutíferas reconectam a população com prazeres simples como colher frutas silvestres no pé e a descoberta de novos sabores, incentivam o uso de espaços públicos e, em tempos de internet, as crianças a subirem e brincarem em árvores. 

 

araçá-da-mata na Avenida Vergueiro, Zona Sul de São Paulo. Espécie de frutos saborosos, madeira resistente e pequeno porte, ideial para calçadas estreitas e com fiação aérea.

araçá-da-mata na Avenida Vergueiro, Zona Sul de São Paulo. Espécie de frutos saborosos, madeira resistente e pequeno porte, ideial para calçadas estreitas e com fiação aérea.

 

 Ricardo Cardim

 

 

About these ads

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em arborização urbana, Árvores de São Paulo, árvore urbana, árvores frutíferas, árvores nativas, Biodiversidade paulistana e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

14 respostas para Árvores frutíferas na calçadas – cidades mais humanas e biodiversas

  1. Por favor, poste os nomes científicos de algumas espécies aptas ao plantio em calçadas. E qual seria o nome do Araça-da-mata?

  2. angela disse:

    Tenho participado de uma experiência muito gratificante: Nos últimos quatro anos, desde aquela seca de 60 dias que São Paulo enfrentou no período de julho a agosto, começamos a plantar árvores na rua onde moro e os vizinhos ficam bastante mobilizados quando entendem a gravidade da situação. Hoje temos mais 17 árvores em nossa rua, o que muito nos orgulha! Destas, 4 são frutíferas e inclui uma Cerejeira brasileira. Estamos atualmente preparando outros 2 canteiros e já escolhemos o Araçá e a Grumixama..

  3. Henrique Mumme disse:

    Claro que para urbanização urbana não se deve utilizar espécies que formam frutos grandes e/ou pesados, principalmente nas vias de circulação, porém, o tamanho do fruto não é o único critério a ser observado.

    Além disso, considerando a probabilidade de contaminação dos frutos por conta de poluentes atmosféricos (principalmente da combustão de combustível), ou por poluentes no solo (metais pesados, dioxinas, furanos, etc), não recomendo ingestão de frutos direto do pé nas áreas urbanas.

    O mais adequado é que se faça um pomar específico para isso, e que seja em área particular, uma vez que já testemunhei disputas territorialistas por conta de frutos que levaram à agressões e mesmo mortes (imagina, matar por conta de uma manga…).

    Descobrir novos sabores é bom, mas não empoleirados em árvores urbanas. Veja, a integridade das árvores na cidade é muito importante, não só esteticamente, mas por conta da fitossanidade e da segurança das pessoas e estruturas no entorno.

    A função de árvores em paisagismo não é alimentar pessoas. Mas é claro que se pode pensar em espaços especiais onde esta função possa ser conciliada.

    Quantas vezes não peguei a molecada quebrando galhos (inclusive de grosso calibre) das Jabuticabeiras do Ibirapuera, com até seis pessoas em uma única árvore envergando os galhos e disputando frutos…

    Também gosto de ver crianças subindo em árvores, mas no espaço público esta é uma atividade pouco compatível com a integridade do exemplar (a despeito da própria Prefeitura ser umas das forças motrizes que mais ataca a integridade das árvores através de podas completamente equivocadas)…

    • Henrique,

      tudo tem dois lados, e esse é o ruim/péssimo. Mas também existe o bom/ótimo e por aí, no meu custo-benefício vale muito a penas a ideia.

      abs

  4. Roberto Ognibene disse:

    Olá Cardim, sou médico e “botânico autodidata” e fico muito feliz com a sua luta pelo verde em nossa metrópole. Como é difícil a criação de parques nesta cidade ,creio que devemos lutar pela criação de qualquer metro quadrado de vegetação em São Paulo. Investiguei a presença de um terreno em Moema, entre a r. Juriti e av. Helio Pellegrino que é gradeado,piso de terra,com duas árvores e no qual a prefeitura não deixa crescer nenhuma vegetação. Verifiquei que este terreno consta no cadastro da prefeitura( setor 41, quadra 63) ,de maneira desatualizada, como sendo parte da r. Tuim e, portanto, não poderia ser objeto de Termo de Cooperação (para manutenção, plantio,etc). Diante de suas bem sucedidas lutas pela criação
    de parques de campos de cerrados , gostaria de chamar a sua atenção para este terreno(onde não transitam nem sequer pessoas) que poderia ser destinado para o plantio de essências nativas.
    Acredito que Moema (e seus moradores) ficaria contente em ter algumas árvores ,um micro bosque, um
    arboreto para quebrar a monotonia dos prédios de concreto. Na prefeitura me falaram que seria um processo muito demorado e talvez sem possibilidade de êxito. Com seu espaço na mídia e algum trânsito
    na Prefeitura de SP creio que você poderia conseguir criar um “arboreto” alí.
    Fica a sugestão e obrigado pela atenção.

  5. Concordo com você!! As árvores frutíferas nos “reconectam”…
    Nosso post sobre poda drástica, que contou com a sua colaboração, já está no ar! Convido você a conferir e, caso ache interessante, comentar: http://vandaloverde.blogspot.com.br/2012/07/denuncia-do-vandalo-verde.html

    Um abraço e até logo

  6. jussara cardoso disse:

    Aqui no meu prédio que é bem antigo e ocupa todo o quarteirão – são gabriel com 9 de julho – há várias árvores frutíferas: abacate amora pitanga romã jaca e outras Como recentemente caiu uma árvore pediram um laudo a um eng. agrônomo e comentaram comigo que dez! árvores estariam condenadas. A prefeitura aceita laudos particulares? nas ruas próximas sempre vejo árvores frutíferas na calçada e a passarinhada por aqui é bem saliente..

  7. David Kim disse:

    Só nos restaram a jabuticaba e a pitanga.

  8. Emanoel Neves disse:

    Muito boa a colocação, estas fruteiras, juntamente com a jabuticaba e o cambucá, não estragam as calçadas, não se quebram com os ventos além de dar frutos saborosos e bela ornamentação

  9. Elvira F. Toledo disse:

    Porque ñ plantar árvores frutíferas nos parques,os passaros com certeza agradeceriam.
    Por ex:amoreira,pitangueira,fruta do sábia,acerola.jambo,caqui e outros.

    • David Kim disse:

      Concordo, mas deve-se ter o cuidado de plantar o que é nativo da região. Há muitas frutíferas que são nativas do Brasil, mas não de São Paulo. Faria até mais sentido plantar em São Paulo algo que seja nativo do Paraguai do que algo da Amazônia. As aves não fazem distinção do que é ou não nativo; comem qualquer coisa que as ajude a sobreviver. Com isso podem espalhar as sementes, nativas ou não. As amoreiras, que são asiáticas, parecem se aproveitar bem da ação dos pássaros.

  10. luisport disse:

    Não se esqueçam de plantar a Moringa oleifera! Uma moringa alimenta 10 familias!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s