Dia da árvore – o perigo de retrocesso do Código Florestal

 

 

Justamente no dia em que lembramos da importância da árvore e de todas as plantas para a nossa sobrevivência, possivelmente hoje será a votação do relatório do Código Florestal na CCJ do Senado.

No atual momento do planeta, parece inacreditável o Brasil ter de passar por uma discussão como as alterações (para pior) do Código Florestal. Novamente temos a velha situação dos interesses privados querendo prevalecer sobre o coletivo.

Durante os últimos cinco séculos não soubemos cuidar da nossa fantástica herança recebida – liderança em biodiversidade e disponibilidade de água – questões hoje consideradas de segurança nacional em escala global. Se a pressão exercida por grupos sem o menor conhecimento do funcionamento dos Biomas brasileiros prevalecer, podemos realmente ter em breve um “apagão” desses elementos vitais para a sobrevivência humana.

Colocar a moderna agropecuária e a preservação da vegetação nativa como incompatíveis é no mínimo uma manobra antiquada e tendenciosa. A tecnologia – que já possuímos de ponta em muitos setores agrícolas – pode e deve ser o norte da produção sustentável em harmonia com o equilíbrio ambiental.

Preocupante também na proposta de alteração do código é a anistia. Grande injustiça com os proprietários e suas gerações anteriores que respeitaram a lei a todo o custo e preservaram. O vizinho que destruiu tudo e lucrou produzindo com essa área desmatada ficará em visível vantagem – e também os especuladores de terras. Somente isso já coloca em alto risco a biodiversidade nativa sobrevivente.

Em um cenário que se deslumbra de agravamento das condições climáticas extremas, como ficarão as encostas e corpos de água sem a vegetação nativa? A resposta já nos foi dada nesses últimos anos em eventos como os do Estado do Rio de Janeiro e Santa Catarina.

Outra possibilidade absurda é a eminente destruição dos poucos remanescentes atuais, que resistiram por força da legislação após a abertura predatória das fronteiras agrícolas e conservam as últimas populações de plantas e animais nativos de determinados locais. Esses testemunhos poderão se extinguir para sempre, causando um dano irreparável para as próximas gerações.

Para trás seguem algum setores políticos brasileiros, e se nada for feito, com eles seguiremos todos no mesmo rumo.

 

Ricardo Cardim

 

About these ads

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em árvores, árvores brasileiras, Biodiversidade paulistana, cerrado em São Paulo, Mata Atlântica e marcado , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Dia da árvore – o perigo de retrocesso do Código Florestal

  1. Paulo disse:

    Prezado Senhor Ricardo,

    Tem a presente a finalidade de perguntar ao Senhor se é de seu conhecimento qual as espécies que enfeitam a Rua Hadok Lobo, Alameda Santos, etc… em São Paulo, pois la estive por um longo período, todas vez que perguntei aos moradores dos locais visitados o nome daquelas frondosas arvores nunca tive resposta do nome, quiça da espécie, veja bem que a uma dessas pessoas a quem perguntei já contava com 83 anos de São Paulo e não soube responder o nome da árvore que embeleza a frente de sua moradia, se puder ajudar agradeço. É uma árvore de tronco grosso, cascudo puxado para o marrom, alta e folhas bem pequenas e geralmente estão escoradas por ferragem.

    Paulo

  2. Rafael De Sordi Zanola disse:

    Olá Ricardo, bom dia!

    Que complicado isso, hein:

    http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,usp-vai-cortar-13-mil-arvores-no-campus-do-butanta,776208,0.htm

    Obra a toque de caixa?

    Ricardo, ainda temos que conversar sobre a maneira de conseguir mudas de especies de cerrado para a praça Mal. Deodoro, se lembra?

    Um abraço,

    Rafael Zanola

  3. Rafael De Sordi Zanola disse:

    Olá David, se precisar de um lugar para as lobeiras, estou precisando de mudas para a Pça. Mal. Deodoro no centro de SP.

    Quando estiverem prontas para o plantio, dá um toque!

    Abraços

  4. juliana disse:

    Olá ricardo, gostaria de sabe se possível o nome cientifico ou popular da arvore que aparece na foto do dia da árvore com o troco de seiva avermelhada.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s