Mata Atlântica paulistana ameaçada por construtoras

Vista aérea do terreno de 25.000 m² do Seminário e do Colégio Pueri Domus cercado de Mata Atlântica muito bem preservada - risco de desaparecimento.

Se depender das construtoras paulistanas, não sobrará uma árvore em pé na cidade, principalmente se ela for nativa e não uma de “paisagismo”. A nova ameaça agora é o colégio Pueri Domus, na rua Verbo Divino, em Santo Amaro. O jornal O Estado de São Paulo de hoje denuncia o fato na página C3.

A área do Seminário do Verbo Divino e colégio, apresenta prédios de estilo barroco com dois andares em meio a um grande e importante remanescente de Mata Atlântica que acompanhava as antigas várzeas do Rio Pinheiros. O conjunto é fundamental para a qualidade de vida da região e detentor de preciosidades vegetais em risco de desaparecimento na metrópole.

Eu estudei naquele colégio, e em sua floresta nativa apelidada de “bosque” por alunos e professores, tive meus primeiros contatos com a exuberante floresta atlântica. Lugar que visitava todo dia, desde os 4 anos de idade, e conhecia cada árvore e sua época de frutificação. Árvores de grande porte e idade habitam aquela mata. Açoita-cavalo, jerivás, copaíbas, camboatãs, perobas, canelas, copaíbas e várias outras.

Muitas vezes voltei para casa carregado de sementes e mudas em minha lancheira que plantava no terraço do apartamento onde morava na época e depois as levava para as praças próximas.  O único outro uso possível para essas florestas é um parque público, como repositório da genética vegetal nativa paulistana e área de lazer e convívo urbano.

Se esse projeto especulativo e desconectado dos interesses da população  for realmente adiante, prometemos muito barulho. 

Ricardo Henrique Cardim

About these ads

Sobre Ricardo Cardim

www.arvoresdesaopaulo.com.br
Esse post foi publicado em amigos das árvores de São Paulo, Árvores de São Paulo, árvores, destruição do verde em São Paulo, verticalização de São Paulo e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

8 respostas para Mata Atlântica paulistana ameaçada por construtoras

  1. Rodrigo disse:

    Olá Ricardo, essa gente não tem limites mesmo, qualquer coisa faça um post pra avisar aqui no blog, que garanto que eu e muita gente estaremos dispostos a fazer alguma coisa. Até mesmo aqui em vargem grande paulista, que se chama “vargem grande” devido as matas, pois estamos no cinturão verde de São Paulo, está sofrendo com essas coisas ultimamente, as matas tem sido derrubadas para a construção de condominios e o pior é que poucas pessoas moram nesses condominios, a grande maioria são apenas paulistanos que vem uma vez por mês, no máximo.

    • Ricardo Cardim disse:

      Rodrigo,

      obrigado! É o desmatamento para lazer esporádico de fazer churrascos uma vez por mês com carvão vegetal…abraços

  2. SPmais Cinza disse:

    Caros amigos, a menos de 200m está para acontecer crime semelhante, ( http://spmaiscinza.blogspot.com/ ) estas incorporadoras estão matando aos poucos os resqicios de verde da zona Sul de São Paulo esteja completamente cinza. Esta postura anacrônica tem que ser barrada. Temos que fazer valer o poder do nosso voto.
    Vamos nos unir para coibir estes desmandos.

  3. SP mais Cinza disse:

    Ricardo demos link para este post http://tinyurl.com/352rj3d em nosso blog feito elos moradores do entorno da praça Leon Feffer que passa por problema semelhante.
    Abraço e parabéns pelo seu trabalho

  4. Snake disse:

    Há alguns anos atrás li num jornal independente o seguinte (não exatamente assim, rs): “Somente quando a última árvores for derrubada, o último peixe for morte e o último rio envenenado, é que descobrirão que dinheiro não se come.”

    Sejamos realistas: ninguém tá nem aí. Pessoas como vc que se importam com isso são a minoria esmagada. Aqui no Rio, com verões cada vez mais sufocantes (o meu bairro teve um registro recorde de 47º num dia desse verão), com um sol impossível de ficar exposto a ele, continuam esquartejando árvores, envenenando, circunsizando, tudo em prol das calçadas ou muros ou em favor da preguiça de quem não quer varrer folhas.

    Por isso não tenho nenhuma pena quando a natureza vem cobrar a quebra do contrato pelo homem, vem cobrar o equilíbrio. As “catástrofes naturais” são merecidas.

  5. Luciana disse:

    Ricardo, caso prepare algum abaixo-assinado ou qualquer outra ação contra este absurdo, avise-nos! Mobilizemo-nos para que esta insensatez não aconteça. Obrigada pelo blog!

    • Ricardo Cardim disse:

      Obrigado por sua atenção Luciana, pode deixar que se isso acontecer vamos nos mobilizar!
      abs
      Ricardo

  6. Eduardo Siqueira disse:

    No site Panoramio , exibiram uma imagem do interior dessa area verde , mostra uma trilha cortando uma vegetacao :que parece ser uma insubstituivel Mata Nativa .Existe a possibilidade dessa area ser preservada na integra …de ser um parque publico ? Se a escola permitir o sacrificio de qualquer arvore ou arbusto deste local , o tradicional DIA DA ARVORE dos proximos anos , vai parecer para os alunos… uma CERIMONIA INUTIL .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s